Tamanho do texto

De acordo com pesquisa, 48% dos recrutadores entrevistados no Brasil diz que está mais difícil encontrar o profissional ideal para as vagas disponíveis

Brasil Econômico

Crises econômicas como a vivida atualmente pelo Brasil sempre fazem os empregadores enxugarem as equipes, levando a quedas nas taxas de emprego. Ao mesmo tempo, porém, existem outros motivos que levam à falta de colocações no mercado de trabalho. É o que mostra a pesquisa da empresa de recrutamento executivo Korn Ferry. De acordo com o levantamento, muitas empresas não conseguem encontrar contratar pois os profissionais não têm qualificação para os cargos disponíveis.

Leia também: Veja como se dar bem nas entrevistas de emprego em inglês

Com a participação de mil gestores da área de "aquisição de talentos" em 68 países, a pesquisa revelou que, no Brasil, 48% dos entrevistados aponta que está mais difícil encontrar a pessoa certa para um determinado cargo do que há cinco anos. Para a psicóloga especializada em orientação profissional da ProCarreira, Cristina Quadrado Frisina, a dificuldade está relacionada com diferentes expectativas entre empresas em relação aos profissionais em busca de um emprego .

Para especialista, dificuldade está ligada às expectativas diferentes das empresas e dos profissionais em busca de emprego
Shutterstock
Para especialista, dificuldade está ligada às expectativas diferentes das empresas e dos profissionais em busca de emprego

Leia também: Está desempregado? Veja o que fazer para conquistar uma vaga no mercado

"O funcionário espera que o empregador ofereça um plano de carreira e de qualificação que o leve aos cargos de chefia em pouco tempo. O empregador, por sua vez, acredita que basta pagar o salário para exigir que o funcionário se adapte perfeitamente ao DNA da empresa, seja proativo e apresente os resultados esperados", observa. Pensando nas elevadas taxas de desemprego, a psicólogo separou algumas dicas que podem te ajudar a aumentar as chances de conseguir se posicionar no mercado de trabalho. Confira:

  • Mantenha-se atualizado:  é importante ter domínio sobre a profissão, mas conhecer diferentes contextos econômicos, políticos e sociais pode aumentar sua capacidade de lidar com as mudanças constantes. Pensando nisso, busque aprender outros idiomas, culturar e formas de atuação profissional em diferentes países;
  • Qualifique-se sempre: o profissional moderno deve ser sempre um "eterno aprendiz", pronto para absorver experiências de seus colegas de profissão e desenvolver novas habilidades;
  • Networking é essencial: manter-se próximo à sua rede de contatos, estabelecer um bom vínculo com clientes e enviar e-mails para pessoas que não vê nas últimas semanas pode ser uma boa estratégia para emplacar novos projetos. Quem não é visto, não é lembrado;
  • Trace metas bem definidas: tenha sempre em mente quais são os seus planos para sua carreira. Seja protagonista de sua própria história e lembre-se que você é o principal responsável pelo seu futuro, não os outros;
  • Avalie seu valor no mercado: mesmo que você já esteja no mercado de trabalho, é essencial avaliar sua posição na área profissional. Ter uma ideia exata de seu grau de empregabilidade lhe dará maior confiança para administrar sua carreira dentro ou fora da empresa.

Leia também: Situação do mercado é barreira para jovens à procura do primeiro emprego