Tamanho do texto

Total de recursos retirados das contas inativas chegou a R$ 16,8 bilhões, o equivalente a 93% do estimado; agências terão horário estendido até terça

Desde o primeiro dia de resgate, pouco mais de 10,6 milhões de trabalhadores sacaram os recursos do FGTS
Marcos Correa/PR - 12.5.2017
Desde o primeiro dia de resgate, pouco mais de 10,6 milhões de trabalhadores sacaram os recursos do FGTS

A Caixa Econômica Federal informou neste domingo (14) que, nos últimos quatro meses, foram liberados cerca de R$ 16,8 bilhões das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). De acordo com o banco, o montante equivale a quase 93% do previsto para as duas fases do programa.

Leia também: Saques das contas inativas não impactam financiamentos imobiliários

Desde o primeiro dia de resgate, pouco mais de 10,6 milhões de trabalhadores sacaram os recursos do FGTS , de acordo com a Caixa. Dos valores retirados nestes primeiros dois meses, a maior movimentação foi registrada nos caixas em agências bancárias, cerca R$ 7,8 bilhões. Na última sexta-feira (12), o terceiro lote de resgastes foi liberado.

Já em relação à quantidade de pagamentos, o maior número foi registrado por meio do crédito automático em contas da Caixa : 4,4 milhões. Esse grupo não precisou ir às agências, já que, no primeiro dia de abertura do calendário, receberam nas contas pessoais um valor total de R$ 5,8 bilhões.

Os saques em terminais de autoatendimento representaram 10,9%, o equivalente a R$ 1,8 bilhão, enquanto que os canais correspondentes lotéricos e Caixa Aqui corresponderam a 7,7% dos saques, ou R$ 1,3 bilhão.

Leia também: "Emprego começará a crescer no segundo semestre", diz Henrique Meirelles

Na região Sudeste, que possui o maior número de trabalhadores, foram pagos R$ 10,65 bilhões (63,2%), sendo que R$ 7,13 bilhões apenas no estado de São Paulo. Em seguida, vem a região Sul com 18,6%, a Nordeste que registrou 8,1%, a Centro-Oeste 7,2% e a Norte com 2,8% do total contabilizado até 10 de maio. Quanto aos estados, seguindo São Paulo, o Rio de Janeiro com 11,5% dos saques realizados e Minas Gerais com 7,9% do total de trabalhadores.

Terceira fase

A terceira etapa dos pagamentos das contas inativas começou na sexta-feira (12). Os saldos dos nascidos em junho, julho e agosto já estão disponíveis para saque. Todas as agências da Caixa funcionam até terça-feira (16) com horário estendido. São duas horas a mais para atendimento exclusivo sobre as contas inativas. Na maior parte do País, as agências abrirão duas horas mais cedo. Nas localidades em que o horário de funcionamento é a partir das 9h, os bancos abrirão às 8h e fecham uma hora mais tarde.

De acordo com a MP 763/2016, todos os trabalhadores que têm saldo em contas inativas do Fundo de Garantia com data de finalização do contrato de trabalho até 31/12/2015 podem sacar suas verbas até o dia 31 de julho de 2017. Os valores não sacados dentro deste prazo permanecerão nas contas do fundo e só poderão ser resgatados nos casos previstos na legislação vigente, como aquisição da casa própria e aposentadoria.

Leia também: Mesmo com lucro de R$ 4,1 bilhões, resultado da Caixa é 42% menor em 2016

O cronograma ainda prevê mais duas fases de pagamento. A partir de 16 de junho, será a vez dos trabalhadores nascidos em setembro, outubro e novembro terem acesso ao saldo das contas inativas. A última fase de resgate do FGTS, para os nascidos em dezembro, começa em 14 de julho. A Medida Provisória beneficia 30,2 milhões de trabalhadores, com saldo total de R$ 43,6 bilhões.