Brasil Econômico

Brasil Econômico

A educação contínua da equipe é um fator essencial dentro de diferentes tipos de empresas, uma vez que pode garantir que o colaborador esteja apto a exercer determinado cargo. É preciso, no entanto, que os métodos de capacitação e estudos atendam mais profundamente às demandas da geração Z, já que é ela que ocupa grande parte dos cargos em espaços empresariais atualmente. 

Leia também: Especialista explica a importância dos treinamentos no meio corporativo

Segundo dados da Trend|247, empresa de estudos em comportamento de consumo, os nativos digitais nascidos na década de 90, que formam a geração Z , estimam maior flexibilidade no ambiente de trabalho, alegando que os empregos não têm atendido suas expectativas.

Pensando neste perfil de colaborador, gestores passaram a procurar novos meios para melhorar o desempenho das equipes, além de motivá-las com um novo modelo de educação e treinamento.

undefined
iStock
E-learning é apontado como uma opção viável de ensino para a geração Z, devido dinanismo

“É uma geração muito conectada. Eles buscam experiências, coisas novas, desafios e são totalmente ligados à tecnologia. Não adianta colocar uma equipe formada por essa nova geração numa sala de treinamento e achar que o resultado será como o apresentado pela geração X. Passar os conteúdos de forma interativa auxilia muito a disseminação de informação para este público”, afirma a diretora da consultoria Trend|247 e especialista em  comportamento de consumo, Daniela Zanardo.

E-learning

Para o sócio do Studio EAD, empresa que desenvolve cursos online para treinamentos corporativos, Murilo Nocêra, o e-learning é uma opção viável para os indivíduos da era digital, devido à dinâmica e eficácia de ensino.

“O e-learning é um método que veio para facilitar a vida do colaborador, pois ele é totalmente flexível e também capaz de gerar mais resultados. Essa nova geração é formada por um grupo de pessoas que desconhece o mundo sem internet, a vida é online, não é à toa que cursos de educação à distância (EAD) estão sendo cada vez mais procurados por este público, porque tudo que os jovens querem é independência, inclusive no aprendizado”, explica.

Com a necessidade do meio empresarial por flexibilidade, o método EAD saiu dos ambientes mais comuns, como as universidades, passando a ser implantado também em corporações adeptas ao e-learning como ferramenta de treinamentos corporativos e desenvolvimento de equipes.

Leia também: Já sabe qual carreira seguir? Confira as profissões que estarão em alta em breve

“O EAD é uma realidade sem volta. Não existirá um momento onde pararão com o e-learning e voltarão a oferecer apenas cursos presenciais. A demanda por cursos à distância também não deixará de existir, já que a flexibilidade que este método oferece é gigantesca e o colaborador realiza o curso na hora que quiser, quando quiser e quantas vezes achar necessário. A recepção tem sido boa e a curiosidade por parte dos gestores para verificar a eficácia do método tem sido grande”, alega Mauricio Nocêra, também sócio do Studio EAD.

Benefícios

Para os sócios, as empresas que não levarem em consideração essa possibilidade, serão passadas para trás por dois motivos básicos. O primeiro deles é que os nativos digitais não têm mais paciência para modelos tradicionais de educação, prezando fortemente pela interatividade e dinamismo para permanecerem motivados e estudando.

Em segundo lugar está a máxima de que o sinônimo de tempo é dinheiro, e o método EAD contribui para a flexibilização de tempo dos funcionários. Ou seja, cada colaborador terá noção do quanto precisa se dedicar ao treinamento, já que este será o momento em que aprenderá e se aperfeiçoará. O funcionário ainda será possibilitado a escolher seus horários para a realização dos cursos, tendo total domínio sobre seu aprendizado.

Murilo ainda reforça o EAD como uma opção uniforme e de linguagem padronizada, adequada tanto para a geração Z quanto para os mais velhos. “A linguagem do e-learning é uniforme, ou seja, é a mesma mensagem passada para todos, não há margem para interpretações diferentes, uma vez que ela sai de um único lugar. As empresas que disponibilizam ensino à distância oferecem 100% do conteúdo, isso não acontece quando é uma pessoa que aplica o treinamento, porque cada um tem um jeito próprio de ensinar, padronizar a informação e tornar o processo de aprendizagem mais fácil”.

Leia também: Delta Airlines expulsa família que se recusou a ceder assento de criança em voo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários