Brasil Econômico

Brasil Econômico

Os golpes que têm sido aplicados pelo WhatApp acendem um sinal de alerta aos usuários da plataforma de mensagens: sempre checar a veracidade das informações recebidas. Em uma semana milhares de brasileiros foram expostos a vírus e roubos de dados envolvendo o nome de empresas como O Boticário e Kopenhagen.

Leia também: Novo golpe no WhatsApp usa promoção falsa da Kopenhagen como armadilha

undefined
shutterstock
Veja como melhorar a imagem de uma empresa após ser vítima de golpes em redes sociais como o WhatsApp


O golpe aplicado pelo WhatsApp envolvendo a empresa de produtos de beleza O Boticário usava como isca um voucher (vale-presente) no valor de R$ 500, já com a Kopenhagen ofertava ovos de Páscoa gratuitos.

Para Rafael Kiso, especialista em marketing digital e founder da mLabs, alertar os consumidores por meio de redes sociais pode ser o caminho mais correto a seguir quando um fato desse nível prejudica milhares de consumidores. Para ajudar, o especialista listou algumas medidas que podem inibir e minimizar os golpes aplicados em plataformas de mensagens.

Monitoramento

As empresas sempre se preocupam em produzir o melhor conteúdo para suas plataformas sociais e a mesma dedicação deve envolver o monitoramento desses canais. Segundo Kiso, ter o auxílio de ferramentas de monitoramento pode ser eficaz e ajuda a equipe de redes sociais a ter rapidez e evitar uma crise de imagem.

Rapidez

A crise pode se tornar maior caso a empresa demore em criar uma estratégia de resposta. “Demorar para reconhecer um foco de crise pode acarretar em grandes prejuízos para a marca. Por isso, é fundamental agir rápido e usar o tempo a seu favor”.

Resposta

Em conjunto com a equipe responsável pelos canais sociais da empresa qual será a resposta ao fato. Todos devem estar alinhados nessa estratégia o que evita a divergências de informações, fato esse que pode tornar o problema maior do que ele realmente é.

Leia também: Governo sobe meta de deficit de R$ 79 bilhões para R$ 129 bilhões em 2018

Desculpas

Assumir que errou, mesmo sendo pouco utilizada pelas empresas, é uma medida eficiente. “Pedir desculpas publicamente e voltar atrás pode ser uma ótima estratégia para manter a crise sob controle”, enfatiza o especialista.

Estratégias de médio e longo prazo

Uma atitude errada pode prolongar o período que uma marca passa por uma crise. Desta forma, ter um plano de médio e longo prazo, focado em reverter à situação, pode fazer com que a empresa passe pela turbulência e não tenha reflexos negativos após o período de crise.

Reveja seus erros

Aprender com os erros e se prevenir para que não aconteça de novo evita transtornos no futuro. “Assim, caso volte a acontecer uma crise, sua empresa estará muito mais preparada”.

A crise vem para todos

Saber que não está imune a uma crise de imagem é importante para as marcas que são ativas nas redes sociais. “A partir disso, monte estratégias eficientes e mantenha-se preparado para enfrentar qualquer tipo de crise nas redes sociais”, disse o especialista. Independente da rede usada – Facebook, WhatsApp, Instagram, é importante que tudo que é feito seja pensado em forma conjunta.

Leia também: Pensando em empreender? Confira as dicas para ter uma marca de sucesso

    Leia tudo sobre: empreendedorismo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários