Tamanho do texto

Se a empresa mantivesse o exercício no país, seus colaboradores precisariam, por exemplo, usar taxímetro nas corridas; Uber deixa país no próximo dia 18

Desde que chegou à Dinamarca, em novembro de 2014, a Uber enfrentou dificuldades para se estabelecer no país
shutterstock
Desde que chegou à Dinamarca, em novembro de 2014, a Uber enfrentou dificuldades para se estabelecer no país

A Uber anunciou, nesta terça-feira (28), que vai encerrar provisoriamente suas atividades na Dinamarca. A decisão veio após a aprovação das novas regras de táxi, que alteram a legislação vigente para motoristas. Se a empresa mantivesse o exercício no país, seus colaboradores precisariam, por exemplo, usar taxímetro nas corridas.

Leia também: Com lucro de R$ 4,1 bilhões, Caixa Econômica Federal recua 42% em 2016

Os serviços da empresa deixarão de ser oferecidos no país a partir do próximo dia 18. Apesar de ter reunido mais de 40 mil assinaturas em uma petição, a Uber não conseguiu pressionar o governo para evitar a aprovação das novas regras. A companhia afirma ter 2 mil motoristas e 300 mil usuários na Dinamarca .

Desde que chegou ao país, em novembro de 2014, a Uber enfrentou dificuldades para se estabelecer. Sindicatos de taxistas, políticos e empresas de transporte afirmavam que a empresa promove uma competição injusta, devido ao fato de não arcar com padrões que são exigidos para o trabalho como taxista. 

"Para nós operarmos na Dinamarca de novo, as regras precisam mudar. Vamos continuar a trabalhar com o governo na expectativa de que mude as regras propostas e permita que os dinamarqueses se beneficiem de tecnologias modernas como o Uber", afirmou a empresa.

Leia também: Mesmo com intenção de quitar dívidas, 54% dos consumidores deixam de pagar

Fim das corridas sem motorista?

O encerramento dos serviços no país não foi o único prejuízo da Uber nos últimos dias. Após um acidente envolvendo um de seus carros autônomos que eram testados em Tempe, no Arizona, a empresa anunciou que vai deixar de fazer estes experimentos na região e também em Pittsburgh, onde está instalado um laboratório de pesquisa que visa acelerar o desenvolvimento da tecnologia. 

O acidente, no entanto, teria acontecido por culpa do outro carro envolvido. De acordo com Josie Montenero, porta-voz da polícia de Tempe, o motorista não teria dado passagem para o veículo da empresa em uma curva. O carro autônomo tinha um condutor que poderia assumir o controle para evitar a colisão, mas ainda não se sabe se ele chegou a tentar.

Leia também: Coca-Cola investiga incidente com fezes humanas em lote de bebidas

No Brasil

Na contramão da saída da Dinamarca e o do acidente com o veículo autônomo, a Uber apresentou uma boa novidade para os usuários brasileiros. Recentemente, a empresa anunciou o UberSELECT, modalidade que oferta carros mais confortáveis a preços mais elevados para o consumidor. Os valores costumam ficar cerca de 20% acima do UberX, modalidade mais econômica da empresa.