Tamanho do texto

O escândalo da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, fez com que as vendas de carnes de frango e suína despencassem, informou ABPA; veja

Blairo Maggi tem um grande problema a enfrentar. Em uma semana, exportações de carne de frango e porco amargaram queda de US$ 40 milhões
José Cruz/Agência Brasil
Blairo Maggi tem um grande problema a enfrentar. Em uma semana, exportações de carne de frango e porco amargaram queda de US$ 40 milhões


O prejuízo causado pelas investigações da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, somou US$ 40 milhões à cadeia responsável pela exportação de carne de frango e suína, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Leia também: Operação Carne Fraca: carnes de três frigoríficos deverão ser recolhidas

Segundo a entidade, as denúncias de irregularidades encontradas em 21 frigoríficos brasileiros e os embargos impostos por diversos parceiros de exportações como a União Europeia, México, Chile, Hong Kong e outros foram os responsáveis pela queda representativa nas vendas em apenas oito dias.

Somados, os bloqueios representam 20% da receita das exportações de carne de frango, 33% das vendas internacionais de suínos e 14% dos embarques de peru.  Consideradas as receitas de todos os setores, as perdas equivalem a 22% sobre a previsão total US$ 185,7 milhões para os embarques de produtos em uma semana.

Os bloqueios impostos pela Ásia após a deflagração da Operação Carne Fraca foram os que mais impactaram em especial o da China, que é o segundo maior importador de carne de frango do Brasil e terceira maior de carne suína. As exportações podem vir a se recuperar, já que a China anunciou neste sábado o fim do embargo impostos há pouco mais de uma semana.

A maior preocupação agora se refere à decisão de Hong Kong, segundo maior importador de carne suína e sexto em insumos de frango, que informou na sexta-feira (24) a proibição da venda de carnes vindas do Brasil e ordenou a retirada de todos os produtos de seus mercados.

Leia também: China decide retomar importação de carne brasileira, anuncia governo

Impacto global

Em nota oficial, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Francisco Turra, enfatizou que as informações equivocadas quanto às investigações trouxe impactos globais ao setor. “Os equívocos na divulgação da Operação Carne Seca causaram impactos globais. Já temos 25 mercados com algum tipo de bloqueio, parcial ou total. Estamos, juntamente com o Governo Brasileiro em um esforço para apresentar os devidos esclarecimentos aos vários mercados que são nossos importadores, buscando restabelecer a situação das exportações. Por isto, é fundamental que as organizações envolvidas na Operação Carne Fraca se pautem pela divulgação de fatos concretos, evitando especulações que causem desinformações, o que só trouxe prejuízos ao País”.

 Apenas em 2016, as exportações chegaram a 4,38 milhões de toneladas, volume que supera a produção e o consumo de muitos países como Rússia, México, Argentina, Turquia, Japão, Tailândia, África do Sul, Canadá, Austrália e outros.

Leia também: Marcas são acusadas de vender azeite indicado ao uso industrial como alimento