Tamanho do texto

BC evidência que maior parte do saldo negativo previsto para 2017 está na conta de renda primária, onde deficit passou de US$ 44,1 para US$ 47,6 bi

Brasil Econômico

Banco Central (BC) aponta registro de uma entrada de US$ 1,614 bilhão de investimento em ações negociadas em bolsas de valores no Brasil
iStock
Banco Central (BC) aponta registro de uma entrada de US$ 1,614 bilhão de investimento em ações negociadas em bolsas de valores no Brasil

Uma estimativa divulgada nesta sexta-feira (24) pelo Banco Central (BC) evidenciou a espera por um deficit maior nas contas externas ao longo de 2017. O saldo negativo das transações correntes, ou seja, das compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com o mundo, apresentou alta, ao passar de US$ 28 bilhões para US$ 30 bilhões.

Leia também: Marcas são acusadas de vender azeite indicado ao uso industrial como alimento

Segundo o BC , esse valor responderá por 1,45% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de bens e serviços produzidos no País. Vale lembrar que nos dois primeiros meses deste ano, o deficit foi de US$ 6,020 bilhões.

A maior parte do saldo negativo estimado para 2017 está na conta de renda primária – lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários –, onde o deficit previsto passou de US$ 44,1 para US$ 47,6 bilhões.

Também se é estimado um resultado negativo na conta de serviços, abrangente a viagens, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros, com US$ 36,7 bilhões ante aos US$ 31,2 bilhões previstos anteriormente.

Leia também: Empreendedorismo: veja ações que impulsionam negócios nas periferias

Em relação à balança comercial, responsável por importações e exportações de produtos, a contribuição deve retrair o deficit nas transações correntes, com estimativa de superavit de US$ 51 bilhões. A previsão anterior era de US$ 44 bilhões.

Para a conta de renda secundária, gerada em uma economia e distribuída em outra, a previsão se manteve em US$ 3,3 bilhões.

Investimentos

Dados do levantamento ainda mostraram que de janeiro a fevereiro, o investimento direto no País (IDP), referente a recursos destinados ao setor produtivo da economia, chegou a US$ 16,834 bilhões. No que se diz respeito a previsão para o ano, o resultado se manteve em US$ 75 bilhões.

De acordo com a estimativa do BC, houve registro de uma entrada de US$ 1,614 bilhão de investimento em ações negociadas em bolsas de valores no País, com previsão para US$ 10 bilhões. Já no primeiro bimestre, houve saída de US$ 1,057 bilhão para investimentos em títulos negociados 

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Meirelles afirma que governo faz o "máximo" para evitar alta em impostos