Brasil Econômico

Brasil Econômico

Empresas devem mais de R$ 24,5 bilhões de Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O impacto, segundo a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), repercutiu em mais de 7 milhões de trabalhadores que não receberam corretamente os depósitos.

Leia também: Mais de 4 milhões de trabalhadores podem sacar FGTS retido nesta sexta-feira

undefined
Divulgação/Caixa Econômica Federal
Empresas devem mais de R$ 24,5 bilhões de FGTS

De acordo com a PGFN, a dívida – referente ao depósito obrigatório do  FGTS - representa mais da metade do que será sacado pelos trabalhadores com a nova medida proposta pelo governo, que é R$ 43,6 bilhões.

Grandes

O chefe de fiscalização do FGTS do Ministério do Trabalho, Joel Darcie, relata que a entidade recebe muitas denúncias, entretando muitas são registradas como denúncias simples fato esse que não condiz com a realidade. “Às vezes a denúncia é feita pelo sindicato e registrada de forma errada, já que refere-se a uma empresa enorme, que tem 1 mil ou 2 mil funcionários e consta aqui como uma denúncia simples”, conclui.

Vale ressaltar, que neste ano 3.081 denúncias já foram registradas no Ministério, o que dá cerca de 45 denúncias por dia até esta sexta-feira (10). No ano passado, os números de queixas ficaram próximos dos 70 mil, o que é menor do registro obtido em 2015, quando o total foi de 86.541.

Leia também: Trabalho temporário ou terceirização? Entenda as duas formas de contratação

Dica

O Ministério do Trabalho recomenda ao trabalhador a rotina de acompanhar mensalmente os depósitos pelo extrato da conta disponível na Caixa Econômica Federal. É possível também que o empregado acompanhe por meio do aplicativo do banco os pagamentos.

Além disso, o Ministério sugere que uma denúncia ao sindicado seja elaborada, caso o trabalhador identifique que o recurso não está sendo depositado corretamente. Para isso, é preciso que apenas seja apresentado um comprovante de vínculo empregatício, como o contrato ou a Carteira de Trabalho e o extrato da conta do FGTS.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional ainda afirma que os 24,5 bilhões inscritos em dívida ativa referem-se a créditos dos trabalhadores e do fundo que foram objeto de fiscalização, apuração e constituição por parte dos auditores fiscais do Ministério.

Contas inativas

Nascidos entre janeiro e fevereiro já podem realizar o saque do FGTS das contas inativas. Para atender as 4,8 milhões de pessoas a Caixa Econômica abriu um atendimento exclusivo para esta sexta-feira (10). Quem foi à entidade às 8h da manhã já pode receber o benefício. Para sábado (11) o atendimento será no período entre às 9h e às 15h nos seguintes locais .

Leia também: Defasagem nos salários das mulheres levará 20 anos para acabar, diz Meirelles

*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários