Tamanho do texto

O empreendedor não deve acreditar que basta ter uma boa ideia para que seu negócio seja imbatível; é importante valorizar seu desenvolvimento

Empreendedores iniciantes costumam cometer erros comuns, como não formalizar um contrato escrito com o sócio
Shutterstock
Empreendedores iniciantes costumam cometer erros comuns, como não formalizar um contrato escrito com o sócio

Quem está pensando em começar um negócio próprio ou acabou de investir na abertura de sua empresa pode cometer alguns erros, principalmente devido ao medo e ansiedade de fazer que os empreendedores iniciantes tem para fazer tudo dar certo.

Leia também: "Livro para mulheres" e cerveja rosa; veja gafes de empresas com consumidoras

Pensando nisso, a Workana, plataforma de trabalho freelance, identificou os seis principais erros de empreendedores iniciantes e fez uma lista, dando dicas sobre o que fazer para driblar essas situações. Confira: 

1) “Eu tenho uma grande ideia”

Ao começar, todos devem considerar ótima sua ideia de negócio. No entanto, não se deve cair em simplificações e pensar que ela é imbatível, e não tem como não funcionar. É preciso deixar o entusiasmo do primeiro momento de lado e manter os pés no chão para analisar todas as variáveis que podem levá-lo ao sucesso e ao fracasso. “Afaste-se da ideia, busque avaliá-la objetivamente e analise se ela é viável ou não”, explica Guillermo Bracciaforte, co-fundador da Workana.

2) “Um plano de negócios? Pra quê?”

É essencial desenvolver um plano de negócios para servir como guia para seu projeto. Ele traça uma rota, é útil para avaliar oportunidades e dificuldades, além de servir para realmente analisar a viabilidade do projeto e responder se realmente o negócio é promissor. Além disso, é essencial para buscar financiamento.

Leia também: Venda ou alugue; confira cinco dicas para valorizar o seu imóvel

3) “Meu sócio é de confiança. Não preciso formalizar por escrito”

Independentemente de quem você escolheu como sócio, é sempre recomendado deixar todos os acordos por escrito: papéis, responsabilidades, benefícios para cada um, quanto cada sócio vai ganhar ao longo do tempo e todos os outros detalhes devem ser descritos.

4) “Não tenho tempo para me dedicar e andar com o projeto”

Se você realmente quer se dedicar ao seu projeto, é possível, sim, encontrar tempo. Você começará dedicando-se apenas algumas horas por dia ao trabalho, substituindo certas atividades do seu dia para alguns detalhes de seu projeto, por exemplo. Você mesmo saberá onde economizar tempo. Com isso, você vai averiguar se há interesse e se os resultados são verdadeiros ou passageiros.

Leia também: Confira quais as diferenças entre auxílio acidente e auxílio doença

5) “E se roubarem minha ideia?”

Muitos empreendedores têm medo de ter sua ideia roubada. O que deve ser considerado, no entanto, é que embora a ideia tenha um papel importante ao empreender, ela não é determinante. O essencial é como o projeto será conduzido. Se pensarmos em exemplos de mercado, certamente notaremos que as empresas que consideramos “bem sucedidas” não necessariamente tiveram a maior ideia de negócio. Apenas souberam perfeitamente como implementá-la. Se você evitar “contar” sua ideia, certamente perderá a chance de gerar um networking produtivo que lhe sirva para o seu negócio e para viabilizar seu projeto ou oportunidades que o mercado ofereça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.