Tamanho do texto

Levantamento da Affinion mostrou que brasileiros estão entre consumidores mais engajados do mundo; veja como se beneficiar desta característica

Entender o que o consumidor deseja é essencial para que ocorra um engajamento maior
shutterstock
Entender o que o consumidor deseja é essencial para que ocorra um engajamento maior

A economia brasileira passa por um momento de grandes desafios. O cenário, no entanto, também apresenta muitas oportunidades. Segundo pesquisa realizada pela Affinion, líder mundial em engajamento e fidelização de clientes, em parceria com a Oxford Brookes University, os brasileiros estão entre os consumidores mais engajados do mundo.

LEIA MAIS: Conheça cinco franquias para quem é apaixonado pela culinária brasileira

Além de resultados, o levantamento também foi responsável por gerar dicas importantes sobre como fidelizar os clientes, evitando que as empresas os percam ao longo do caminho. Com base no relatório, a Affinion destacou cinco passos para ajudar as marcas a conquistar os consumidores durante a jornada para o engajamento . Confira:

1) Seja percebido

Para que haja um relacionamento forte e duradouro entre consumidor e marca, de acordo com a pesquisa, é necessário que a empresa passe a fazer parte do dia a dia do cliente de forma significativa. Por isso, o primeiro passo para obter engajar o consumidor é entender como seu produto ou serviço é importante para sua rotina.

A tarefa não é fácil, afinal, estamos  passando por um momento de desafios em diversos setores e temos um ambiente competitivo e repleto de concorrentes com diferentes serviços, tecnologias e as mais diversas experiências. “O comportamento de um consumidor em relação a uma empresa é um reflexo de como essa marca se dirige a ele”, observa Ricardo Cassettari, Country Head de Revenue Enhancement Solutions da Affinion Brasil.

2) Entenda o consumidor

Em determinados setores, como é o caso do varejista, a escolha da empresa pelo consumidor é feita por fatores racionais, como custo-benefício, reputação, segurança e vantagens em relação a concorrentes. No entanto, para engajar em setores em que o relacionamento é mais longo e exige maior confiança, como bancos e empresas de telecomunicações, fatores emocionais são essenciais – o cliente precisa sentir confiança pela marca.

LEIA MAIS: Saiba qual o impacto da queda da taxa Selic para o seu bolso

“Empresas que atuam em setores com relacionamento mais complexo precisam facilitar a vida de seus clientes e entregar com efetividade os serviços prometidos. Dessa forma, o consumidor irá desenvolver um apego à marca, preferindo-a em relação aos concorrentes”, explica Cassettari.

3) Consumidor promovendo a marca

Mais da metade das pessoas que pretendem continuar se relacionando com as empresas escolhidas sempre recomendam a marca para outras pessoas, segundo o estudo. Essa promoção da marca cria um ciclo, com a família e os amigos desempenhando um papel importante nessa dinâmica.

Ainda de acordo com a pesquisa, 59% dos consumidores recomenda a empresas, sendo que a maioria deles escolheu essas marcas por indicação de amigos e familiares. Para chegar a esse ponto, porém, a empresa precisa estar próxima ao cliente e entender sua realidade e suas necessidades. “Conquistar o cliente é um grande desafio. Porém, há um relacionamento progressivo: entre escolher uma empresa, consumir seus produtos e, por fim, recomendá-la a outras pessoas”, diz Cesar Medeiros, Country Head de Engagement Solutions da Affinion Brasil.

4) Mais canais e produtos

Atualmente, existem diversas maneiras de promover a comunicaçnao com o consumidor, seja em ambientes físicos, como em pontos de venda, ou ambientes virtuais, com websites, e-mails e telefone. Segundo a pesquisa, a quantidade de canais e a frequência com que as empresas interagem com seus clientes refletem em seu engajamento. Além disso, outra maneira de aprofundar esse relacionamento é aumentando a quantidade de produtos oferecidos, desde que tenham relevância para a vida do consumidor.

LEIA MAIS: Veja cinco fintechs usadas diariamente, mas que são pouco conhecidas

“É essencial, porém, entender que esses produtos adicionais vão além da monetização. Trata-se de uma conexão direta: quanto mais experiências para a vida do consumidor e mais soluções relevantes para sua vida, maior o engajamento”, completa Medeiros.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.