Tamanho do texto

Decisão da Anatel de redução das tarifas foi publicada nesta quarta-feira (15) no Diário Oficial da União. Consumidor será beneficiado com a queda

A partir da próxima semana as tarifas de ligações de telefones fixos para móveis serão reduzidas em todo o País. A decisão foi publicada nesta quarta-feira (15) no Diário Oficial da União pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

LEIA MAIS: Apenas banda larga fixa obteve crescimento de assinaturas no País, aponta Anatel

Ligações de telefone fixo para celular vão ficar mais em conta
shutterstock
Ligações de telefone fixo para celular vão ficar mais em conta


Os valores das ligações locais de fixo-móvel terão redução de 16,49% a 19,25%. Já as ligações interurbanas terão queda entre 7,05% a 12,01%, informou a Anatel. A perspectiva é que as tarifas continuem a cair ano a ano até 2019, conforme decisão tomada pela autarquia em 2014. 

Em nota a autarquia informou ainda que a resolução, que obriga a redução dos preços nas ligações, faz parte das medidas adotadas para verificar o “modelo de custo”, o que torna possível identificar o real custo das empresas de telefonia fixa e móvel e medir o quanto é investido em equipamento para atender a demanda.

“Ao mesmo tempo em que a tarifa é reduzida, as empresas de telecomunicações do País devem aumentar os investimentos na ampliação das redes de dados, na qualidade de serviços e de atendimento aos consumidores. As tarifas de interconexão foram usadas para subsidiar a instalação de redes”, informou a autarquia em nota.

LEIA MAIS: TV digital: 86% dos domicílios de São Paulo estão preparados para transição

Em janeiro a Anatel autorizou as empresas do setor em reajustar as tarifas das ligações entre fixo e celular em 1,33%, reajuste esse válido apenas para as linhas do plano básico da telefonia fixa em chamadas locais ou de longa distância nacional. Na data a Anatel informou que as operadoras não tinham reajuste desde 2015, por isso foi autorizado à alta.

Linhas ativas

O ano de 2016 fechou com 244.066.759 de linhas móveis em operação, uma queda de 5,33%, em comparação com 2015, e redução de 13.747.515 de linhas. Em comparação com o mês anterior, o mês de dezembro de 2016 registrou um decréscimo de 4.381.305 de linhas, o que representa uma queda de 1,76%.

Já telefonia fixa, com 41,8 milhões de acessos em dezembro de 2016, manteve a tendência de queda registrada nos anos anteriores. As empresas tiveram uma diminuição de 6%, redução de 1.148.680 de telefones fixos para ligações no País em 2016.  As concessionárias sofreram redução de 3%, ou seja, menos 696,6 mil telefones fixos.  

LEIA MAIS: Consumidores criticam possibilidade de limitação da internet fixa