Brasil Econômico

undefined
iStock
Foram criadas mais de 45 mil lojas virtuais no Estado de São Paulo ao longo de 2016

O número de pessoas que abriram uma loja virtual no Estado de São Paulo aumentou em quase 30% em 2016, na comparação com o ano anterior. De acordo com levantamento feito pela Loja Integrada – plataforma para a criação de lojas virtuais –, foram criadas 45.362 lojas online no ano passado. O número de pedidos na internet também deu um salto, passando de 388.852 em 2015 para 911.298 no ano passado, quase o triplo.

LEIA MAIS: Programa de Regularização Tributária quer arrecadar R$ 10 bilhões

A pesquisa também mostrou que o segmento com maior destaque entre as lojas virtuais em São Paulo foi o de cosméticos, perfumaria e cuidados pessoais. Em 2016, esse nicho faturou quase R$ 30 milhões somente na plataforma. Outros segmentos que também apresentaram bons resultados foram Moda e Acessórios, com crescimento de 14,67% e Casa e Decoração com um faturamento 10,37% maior que em 2015.

“O e-commerce vive um bom momento no país porque cada vez mais as pessoas compram pela internet. A economia e a praticidade são algumas das vantagens para quem compra. Para quem vende, o investimento inicial e o risco são muito baixos. Abrir uma loja virtual é simples e prático”, diz Adriano Caetano, especialista em comércio eletrônico e diretor da Loja Integrada.

LEIA MAIS: Advogado dá dicas de como investir com segurança em startups

A lojista Sibelle Alves, fundadora da Sibelle Modas, viu no comércio eletrônico uma “grande saída”. A empresária está há 19 anos no mercado, mas só há três abriu a loja virtual. “Eu vendia de porta em porta e não tinha um retorno tão bom. Com as vendas pela internet, o negócio prosperou de um jeito que eu tive que, além de alugar uma sala para perto das confecções para o estoque, também tive que contratar mais duas pessoas para me ajudar”, conta. 

Ciclo MPE.net

Quem pensa em investir no e-commerce em 2017 pode aproveitar o evento Ciclo MPE.net, que acontece em São Paulo, no próximo dia 16 de fevereiro, para pegar algumas dicas. Durante todo o evento, serão ministrados seminários gratuitos para capacitar micros e pequenos empreendedores interessados em abrir uma loja na internet ou aprimorar o seu negócio.

LEIA MAIS: Cerca de 49,2% das famílias afirmaram estar endividadas, diz Fecomercio-SP

Entre as palestras, está o especialista em comércio eletrônico Adriano Caetano, que vai falar sobre como escolher a plataforma ideal para as lojas virtuais. O Ciclo MPE é iniciativa da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico e as inscrições podem ser feitas gratuitamente pela internet.


    Leia tudo sobre: Empreendedorismo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários