Tamanho do texto

Já o indicador sado para reajustar aluguel, IGP-M acumula 5,40% em 12 meses

Pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) apontou que o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) apresentou recuo em seis das sete capitais pesquisadas. A variação passou de 0,86% na primeira prévia de janeiro para 0,10% na mesma semana de fevereiro.

LEIA MAIS: Cinco das sete capitais avaliadas registraram alta nos preços, diz Ibre-FGV

Indicadores que medem preços do aluguel e dos produtos ao consumidor têm queda em fevereiro
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Indicadores que medem preços do aluguel e dos produtos ao consumidor têm queda em fevereiro


A FGV apontou que a maior queda no Índice de Preços ao Consumidor foi em Belo Horizonte com retração de 0,23 ponto percentual (p.p.), caindo de 1,04% em última semana de janeiro para 0,81% na primeira semana de fevereiro.  O indicador sinalizou ainda três cidades também tiveram retração no indicado do preço do aluguel. Em Brasília o IPC-S caiu 0,17 ponto percentual, passando de 0,57% para 0,40% na primeira semana de fevereiro. No Rio de Janeiro a queda foi de 0,11 ponto percentual, ao passar de 0,72% para 0,61% no período pesquisado.

A terceira cidade a registrar queda foi a de Porto Alegre, com recuo de 0,09 ponto percentual no período pesquisado pela FGV, ao passar de 0,53% para 0,44%. O indicador verificou também que São Paulo teve leve retração no período analisado de 0,05 ponto percentual, tendo a inflação do aluguel passado de 0,75% para 0,70%. Em Salvador a queda foi mínima de 0,01 ponto percentual, passando de 0,50% para 0,49%.

Em contrapartida a todas as quedas apuradas na primeira semana de fevereiro, Recife foi a única cidade com alta na inflação, ao subir 0,09 ponto percentual, de 0,81% na última semana de janeiro para 0,90% no período.

LEIA MAIS: Inflação oficial fica em 0,38% no mês de janeiro; menor índice desde 1979

Aluguel

Já o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel , registrou inflação de 0,10% na primeira prévia de fevereiro, taxa inferior ao 0,86% da primeira prévia de janeiro. Segundo a Fundação, com a prévia, o IGP-M acumula inflação de 5,40% em 12 meses.

A queda da taxa entre janeiro e fevereiro foi puxada principalmente pelos preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo. A inflação do subíndice recuou de 1,13% na primeira prévia de janeiro para 0,01% na primeira prévia de fevereiro.

A inflação de varejo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor, caiu de 0,40% em janeiro para 0,22% em fevereiro. O Índice Nacional de Custo da Construção, subiu de 0,22% para 0,39% no período.

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS:Juros do cartão de crédito chega a 441,76% após segunda queda consecutiva