Tamanho do texto

De acordo com FGV, desaceleração de preços chegou a 0,4 ponto percentual se comparada a dezembro de 2016, quando o índice registrou 0,83%

Brasil Econômico

Dados da FGV evidenciaram alta de 0,36 ponto percentual no Índice de Preços ao Consumidor (IPC)
shutterstock
Dados da FGV evidenciaram alta de 0,36 ponto percentual no Índice de Preços ao Consumidor (IPC)

Resultado do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP –DI) divulgados nesta terça-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), apontou uma desaceleração de preços no mês de janeiro, com variação de 0,43%.  A desaceleração chegou a 0,4 ponto percentual se comparada a dezembro de 2016, quando o índice registrou 0,83%. Em relação aos últimos 12 meses, o IGP-DI acumulou 6,02%.

LEIA MAIS: Intenção de Consumo de Famílias atinge maior patamar desde junho de 2015

De acordo com a FGV , a desaceleração do índice observada em dezembro foi ocasionada pela variação dos preços ao produtor, já que preços ao consumidor e preços relativos a construção civil terminaram o mês em alta. Vale ressaltar que os resultados abrangem os preços coletados entre os dias 1 e 31 de janeiro e que nesse mesmo período de 2016, o IGP-DI apresentou variação de 1,53%.

IPA

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) encerrou janeiro variando 0,34%, retração de 0,76 ponto percentual em comparação a variação de 1,1% registrada em dezembro do ano passado.

A retração dos preços ao produtor representa a queda em dois dos três índices que integram o IPA. O item bens finais apresentou diminuição nos preços, ao passar de um aumento de 0,24% para uma inflação invertida de 0,61% em janeiro. Já o grupo matérias-primas brutas caiu 1,4 ponto percentual, indo de 2,08% em dezembro para 0,24% em janeiro. Em contrapartida, os preços do grupo bens intermediários aumentou 0,36 ponto percentual, indo de 1,11% para 1,47% no mesmo período.

LEIA MAIS: Expectativa de emprego registra melhor nível desde 2010, aponta FGV

IPC

Em janeiro, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) aumentou 0,36 ponto percentual, com variação de 0,69%, ante os 0,33% obtido em dezembro. Com isso, contribuiu para os acréscimos nos preços de quatro das oito classes de despesas que compõem o IPC.  

O grupo que mais auxiliou no aumento do índice foi educação, leitura e recreação, que passou de 0,95% para 4,15%. O item cursos formais foi o maior destaque da classe de despesa, indo de 0,00% para 9,80%. 

A FGV também evidenciou quedas no índice, como é o caso do grupo saúde e cuidados pessoais, que passou de 0,71% para 0,35%, assim como vestuário, indo de 0,73% para -0,27%. Despesas diversas e alimentação também decaíram de 1,50% para 0,39% e de 0,44% para 0,39%, respectivamente.

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS: Ceagesp aponta queda de 4,57% no preço de legumes e verduras em janeiro