Tamanho do texto

Fundada em 2010, incorporadora busca inovar em seus empreendimentos, trabalhando com conceitos modernos em prédios residenciais e comerciais

Brasil Econômico

O Horizonte JK, em São Paulo, foi o primeiro lançamento da Incorporadora Emoções
Divulgação
O Horizonte JK, em São Paulo, foi o primeiro lançamento da Incorporadora Emoções

Não importa qual tipo de veículo você usa para ir ao trabalho, nenhum deles é mais rápido que o meio de transporte dos moradores do Horizonte JK: o elevador. Quem vive no empreendimento da Incorporadora Emoções, localizado na Avenida Juscelino Kubitschek, em São Paulo, pode ir da porta de casa até o escritório com apenas alguns passos, pois a construção é constituída de duas torres, sendo uma residencial e uma comercial. 

LEIA MAIS: Empreendedora deixa emprego e fatura R$ 20 milhões vendendo comidas saudáveis

Ao unir os locais de trabalho e moradia em um único espaço, a Incorporadora Emoções evita que seus moradores percam tempo no trânsito, fazendo com que aqueles que escolhem viver no Horizonte JK tenham mais tempo para aproveitar o dia. "Esse é o grande conceito do negócio. A gente brinca que o único trânsito que o morador pega é o do elevador. Numa cidade como São Paulo, onde o trânsito é bem complicado, a pessoa tem uma qualidade de vida melhor", diz Jaime Sirena, um dos sócios da incorporadora. 

Além disso, o empreendimento também oferece outros mimos aos moradores. De acordo com Sirena, o edifício conta com uma área social muito ampla, onde as pessoas podem defrutar de piscina, área fitness e quadra de squash, por exemplo. O condomínio ainda conta com fechadura por biometria e toda a estrutura para receber ar-condicionado – tanto nos quartos quanto nas salas – e automação. Os moradores também recebem serviços de limpeza diariamente em seus apartamentos.

O rei dos negócios

Se o nome da incorporadora te lembrou um certo rei da música brasileira, saiba que não foi por acaso. Além de Jaime Sirena, o cantor Roberto Carlos também é um dos sócios da empresa, ao lado de Dody Sirena e Ubirajara Guimarães. 

Dody Sirena, Roberto Carlos, Ubirajara Guimarães e Jaime Sirena são os sócios da Incorporadora Emoções
Divulgação
Dody Sirena, Roberto Carlos, Ubirajara Guimarães e Jaime Sirena são os sócios da Incorporadora Emoções

"A ideia da incorporadora começou por disposição do próprio Roberto Carlos. Ele falava de fazer alguma coisa na área de arquitetura, que ele gosta muito. Se não fosse cantor, ele seria arquiteto. Falava da vontade dele de ter alguma coisa dele em um prédio, então resolvemos constituir uma incorporadora. Ao invés de fazer um prédio, decidimos por criar uma incorporadora e fazer disso um negócio, fazer dessa vontade dele um negócio", conta Jaime Sirena. 

LEIA MAIS: Confira cinco tendências para investir na modalidade de e-commerce em 2017

E não pense que Roberto Carlos não é participante ativo nos empreendimentos da empresa. Ainda segundo Sirena, o rei esteve presente em todos os lançamentos, sempre acompanhando de perto os resultados da incorporadora que ajudou a fundar.

Outros empreendimentos 

Sirena deixa claro que, apesar do sucesso do Horizonte JK, a empresa não pretende focar somente no modelo em que as pessoas podem morar e trabalhar no mesmo local, mas, sim, atender às necessidades dos mais variados públicos por meio da oferta de diferentes tipos de empreendimentos. Prova disso é o segundo lançamento feito pela incorporadora, o Horizonte Jardins, em Aracajú, que conta com 384 unidades corporativas e é acompanhado de um hotel. 

Os próximos lançamentos também comprovam a versatilidade de atuação da incorporadora. Enquanto constrói o Horizonte Vital Brasil e o Coletânea Office Square, dois edifícios comerciais, a empresa também trabalha no Horizonte Campolim e no Residencial Unifamiliar, dois prédios residenciais. 

LEIA MAIS: Saiba como usar a rede social corporativa para organizar e gerar negócios

Sustentabilidade e acessibilidade 

Pensando no meio ambiente e no bem-estar de todos os moradores, a incorporadora também se preocupa com questões relativas à sustentabilidade e acessibilidade. O Horizonte JK, por exemplo, com coleta de pilhas e baterias, além de coleta de óleo de cozinha. Os sensores de presença nos halls e escadas também ajudam a economizar energia. 

Piscina de borda infinita é um dos destaques do Horizonte JK
Divulgação
Piscina de borda infinita é um dos destaques do Horizonte JK

Com áreas comuns e lavabo acessíveis, a Incorporadora Emoções também possui uma estrutura adequada no que diz respeito à acessibilidade. Os interruptores ficam posicionados em alturas acessíveis e as escadas foram construídas com áres de resgate especiais. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.