Tamanho do texto

Mais de 30% afirmou não se preparar para o momento da aposentadoria, sendo que as mulheres são das classes C, D e E as mais despreparadas

Os jovens não se preocupam com a aposentadoria. Essa é a constatação de pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Foi identificado que quatro em cada dez jovens de 18 a 30 anos (38,7%) não se preparam para a aposentadoria, aumentando para 48,2% entre as mulheres e 43,6% entre os pertencentes às classes C, D e E.

LEIA MAIS: Entenda o que muda caso a reforma da Previdência seja aprovada

Pesquisa apontou que os jovens brasileiros não se preocupam com a aposentadoria
shutterstock
Pesquisa apontou que os jovens brasileiros não se preocupam com a aposentadoria


Ao desconsiderar os respondentes da pesquisa que têm o INSS pago pela empresa que trabalham 61,3% dos jovens afirmaram se preparar para aposentadoria , em especial os pertences às faixas etárias de 35 a 30 anos, com índice de 70,5%, sendo essa parcela de homens (69,9%) e das classes A e B, com 78,6%.

Entre as opções de aposentadoria eleita por essa parcela da população que afirma se preparar para o futuro, 33,3% apostam na poupança. Outros 19,3% afirmaram pagar o INSS por conta própria. Essa preocupação com o futuro tem uma explicação. Dos entrevistados, 26,1% falaram em precaução; 20,2% por proximidade a pessoas que não se prepararam para aposentadoria e passaram por dificuldades e 19% por orientação de entes e amigos.

Despreparados

A pesquisa das entidades apontou ainda que, dos respondentes que afirmou não se preparar para aposentadoria, 36,2% não fazem, pois não sobra dinheiro para poupar; 21,7% afirmaram ser cedo para pensar em aposentadoria e 21,3% deles não sabem como garantir uma velhice mais tranquila financeiramente.

LEIA MAIS: Idade mínima para aposentadoria deve subir para 67 anos até 2060

 “Muitos jovens ainda demonstram pouco conhecimento em relação à melhor maneira de se preparar aposentadoria, porém, não há desculpa para a falta ou dificuldade de acesso à informação. Existem diversos sites e blogs especializados, com boas dicas e guias ensinando a poupar e investir para a aposentadoria”, afirmou em nota o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

Por mais que boa parte não esteja preparada para quando ficar mais velhos, eles entendem as consequências do que pode acontecer no futuro sem o planejamento financeiro. Dos entrevistados, 31,2% afirmaram que a instabilidade financeira pode prejudicar a aposentadoria; outros 26,4% afiram que provavelmente terão um padrão de vida inferior quando comparado ao padrão atual e 16,8% acreditam que não poderão parar de trabalhar.

Segundo Vignoli, é preciso pensar na reforma da Previdência Social , já que se aprovada, boa parte dos brasileiros não poderá contar com o benefício do INSS .  “As discussões atuais em torno da reforma da previdência sugerem que, nos próximos anos, será cada vez mais difícil contar com os recursos deste sistema para a aposentaria. Assim, o despreparo poderá obrigar os jovens de hoje a continuar trabalhando tardiamente, a fim de manterem seu padrão de vida”, conclui. 

LEIA MAIS: Veja como investir no mercado financeiro e garantir sua aposentadoria