Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
iStock
Após o cadastramento em marketplaces, é importante se atentar as agendas da loja física e virtual

Atualmente muitos estabelecimentos e prestadores de serviços para o mercado pet têm visto no comércio eletrônico uma opção para potencializar vendas e alcançar mais clientes. De acordo com o CEO da plataforma Pet Booking, Robert Dannenberg, existem diversas maneiras acessíveis para que esses lojistas estejam na web. “Não é tão fácil criar e gerenciar uma loja virtual, com isso, os petshops precisam apostar em outras alternativas. Uma boa opção é estar disponível em marketplaces – segmentos que crescem a cada ano e tiveram alta de 18% em 2016”, afirma.

LEIA MAIS: E-commerce: conheça os cuidados ao comprar ou contratar pela internet

A fim de disponibilizar serviços online e potencializar as vendas desses estabelecimentos, Dannenberg separou cinco dicas para quem deseja iniciar no comércio online com a ajuda dos  marketplaces .

1 - Entenda o que é um marketplace

Para iniciar no comércio online, é importante entender o que é um marketplace e como funciona. De forma simplificada, os marketplaces são plataformas de e-commerce colaborativas que servem como shoppings virtuais. Através deles, lojistas e prestadores de serviços podem entrar facilmente em contato com compradores e sem gastar de maneira excessiva.

2 - Se cadastre em uma plataforma confiável

Com o mercado pet ganhando seus primeiros marketplaces, se cadastrar em uma plataforma de confiança se tornou essencial.  Uma das possibilidades de cadastro é por meio da Pet Booking, plataforma abrangente a donos de animais domésticos e prestadores de serviços pets. O cadastro é gratuito, sendo ativado 24 horas depois do preenchimento das informações solicitadas.  Vale ressaltar que no último semestre, a Pet Booking realizou mais de 5 mil serviços.

3 - Conheça as vantagens dos shoppings virtuais

Visibilidade

A principal vantagem de fazer parte dos marketplaces é a visibilidade, uma vez que o estabelecimento poderá ser encontrado com mais facilidade e por uma quantidade maior de clientes.

LEIA MAIS: Conheça os cuidados que você deve ter ao usar o cartão de crédito

Divulgação

A divulgação também faz parte das vantagens já que através dela é possível manter um fluxo regular de visitas em lojas virtuais. Essa etapa é de extrema importância e seu orçamento seria alto, principalmente para pequenos lojistas. Porém, por meio dos marketplaces o investimento financeiro já não se faz necessário, já que são plataformas consistentes de publicidade. A Pet Booking pode ser usada como exemplo, permitindo a divulgação de serviços e imagens através do site ou aplicativo.

Agenda e pagamento

Além da possibilidade de agendar serviços o dia inteiro, o pagamento pode ser efetuado diretamente na plataforma por meio de cartões de crédito. Os shoppings virtuais também funcionam como uma ferramenta gratuita de gestão, agindo no controle e na organização de relatórios de serviços e funcionários.  

4 – Cuidado com taxas e comissões

Alguns marketplaces podem chegar a cobrar taxas de 25% por cada venda efetuada ou até mensalidades fixas para a disponibilização dos serviços nos sites.  Porém, há opções mais baratas como a Pet Booking, onde profissionais pagam R$ 2,99 por transação usando a própria plataforma ou através de aplicativos.

5 - Não esqueça da loja online

Após o cadastramento em marketplaces, os prestadores de serviços pets precisam se organizar para o atendimento de novos clientes em potencial. Estar sempre atento nas agendas física e online da loja é indispensável para que conflitos e confusões com datas e horários sejam evitados.  É importante lembrar que o cumprimento de todas as atividades da loja através da plataforma também é uma maneira de fidelizar clientes.

LEIA MAIS: Consumidor começa o ano mais confiante, aponta FGV

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários