As operações de câmbio, chamadas de swap cambial, fizeram com que o Banco Central (BC) tivesse lucro de R$ 75,562 bilhões em 2016 nessas transações, informou o banco nesta quarta-feira (4). No ano anterior,  o BC amargou prejuízo de R$ R$ 89,657 bilhões nessas operações.

+ Vendas de veículos registra pior resultado em 11 anos no País

Banco Central tem lucro com operações de swap cambial
Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Banco Central tem lucro com operações de swap cambial

O Banco Central realiza operações de swap cambial desde 2011. Com ela é possível intervir no câmbio sem comprometer as reservas internacionais, sendo que a instituição vende contratos de troca de rendimento no mercado futuro. Apesar de serem em reais, as operações são atreladas à variação do dólar.

O lado negativo da operação é que nos meses em que o dólar sobe, o BC tem prejuízo com as operações de swap. Quando a cotação cai, a instituição registra lucro como o divulgado nesta quarta-feira (4).

+ Firjan diz que indústria pode perder cerca de R$ 66 bilhões com feriados

Fluxo cambial

Outro balanço divulgado pelo BC foi o do fluxo cambial, que ficou negativo em US$ 4,252 bilhões, no ano passado. Isso significa que dólares saíram do País do que entraram ao longo de 2016. Em 2015, esse resultado ficou positivo em US$ 9,414 bilhões.

Você viu?

O resultado, que gero um deficit de US$ 51,562 bilhões no ano passado foi impulsionado pelos investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações.

 Já as operações de câmbio relacionadas a exportações e importações, ou segmento comercial, ajudaram na redução do saldo negativo do fluxo cambial, ao registrar resultado positivo de US$ 47,309 bilhões. Em dezembro, o fluxo cambial ficou negativo em US$ 1,087 bilhão, devido ao deficit de US$ 9,005 bilhões do segmento financeiro e ao saldo positivo do fluxo comercial de US$ 7,918 bilhões.

O cenário internacional e o nacional influencia na saída de dólares e faz com que haja menos moeda disponível no mercado, o que favorece a valorização da moeda norte-americana em relação ao real. Ao longo de 2016, porém, o dólar se desvalorizou em relação ao real: começou o ano cotado a R$ 4,03 e terminou 2016 cotado a cerca de R$ 3,24, uma queda de 17,69%, a primeira em seis anos no País.

*Com informações da Agência Brasil

+ Ford desiste de investimento de US$ 1,6 bilhão no México após fala de Trump

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários