Tamanho do texto

O montante representa crescimento de US$ 259,5 bilhões ou 20,69% frente ao ano de 2015, quando o valor do mercado de capitais foi de US$ 1,25 tri

Estudo realizado pela Economatica apurou que o mercado de capitais na América Latina, composto por 656 empresas de capital aberto dividas entre Brasil, México, Peru, Chile e Argentina, somou ao final deste ano US$ 1,5 trilhão em valor de mercado. O montante representa crescimento de US$ 259,5 bilhões ou 20,69% frente ao ano de 2015, quando o valor do mercado de capitais foi de US$ 1,25 trilhão.

+ Cinco motivos para você escolher por investimentos de renda fixa

Mercado de capitais chega a US$ 1,5 trilhão na América Latina
iStock
Mercado de capitais chega a US$ 1,5 trilhão na América Latina



Dos seis mercados listados pela Economatica, somente o do México apresentu queda do valor de mercado de capitais em 2016. No final de 2015, o valor de mercado de 120 empresas mexicanas era de US$ 433,5 bilhões contra US$ 373,1 bilhões no dia 28 de dezembro de 2016. O montante apresentou queda de US$ 60,3 bilhões, ou retração de 13,92% na comparação anual.

A pesquisa da Economatica destacou ainda que, o dólar no México teve valorização de 20,19%, o que influenciou a queda do valor de mercado em dólares das empresas mexicanas.

Em expansão

O mercado com maior crescimento de valor de mercado em 2016 foi no Brasil. As 266 empresas, de capital aberto no País, somaram em dezembro de 2015, valor de mercado na ordem de US$ 455,7 bilhões contra US$ 706,7 bilhões em 28 de dezembro de 2016. A comparação anual resultou em crescimento de 55,9%, ou seja, o valor do mercado de capitais teve incremento de US$ 251,0 bilhões.

+ Confira os 10 empresários com as maiores fortunas do Brasil

Maiores altas

A Petrobras foi a empresa que apresentou o maior crescimento de valor de mercado em 2016. Em dezembro de 2015 a estatal tinha US$ 25,9 bilhões contra US$ 63,8 bilhões no dia 28 de dezembro de 2016, o que representa crescimento de 37,8 bilhões.  Entre as 30 empresas com maior crescimento de valor de mercado em 2016 temos: 21 empresas do Brasil, três do México, duas do Chile, uma da Argentina e uma da Colômbia.

O setor com maior presença entre as 30 empresas com maior crescimento de valor no mercado de capitais é o de bancos, com cinco representantes, sendo quatro do Brasil e um do Peru.

Maiores quedas 

Das 656 empresas listadas em Latam, 186 tiveram queda de valor de mercado neste ano. O México, com 88 empresas das 120 empresas listadas no país, é o mercado com maior representatividade na lista de queda de valor de mercado. O segundo mercado com mais empresas é o do Brasil, com 46 empresas, das 266 avaliadas.

No México, a Wal-Mart foi a empresa que apresentou a maior diminuição no valor de mercado. Em dezembro de 2015 ele era de US$ 44,0 bilhões, contra US$ 31,4 bilhões no dia 28 de dezembro de 2016, o que representa queda de US$ 12,55 bilhões. 

Entre as 30 empresas com maiores quedas no valor de mercado de capitais, 22 são do México, cinco do Chile, duas do Brasil e uma da Argentina. O setor de Energia Elétrica é o que tem mais representantes na lista das maiores quedas com cinco empresas, sendo todas do Chile.

+ Educação financeira: planejamento ajuda a enfrentar mais um ano de crise

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.