Tamanho do texto

Segundo especialista em câmbio as indefinições políticas mais o cenário internacional farão a moeda estrangeira ter mais um ano de instabilidade

A cotação da moeda norte-americana disparou esse ano no País. Indefinições políticas, a troca na presidência no Brasil e a descoberta de um gigantesco esquema de corrupção que resultou na operação Lava Jato, fez com que o dólar atingisse R$ 4,10.  Mesmo atualmente controlada, a estimativa é que a moeda norte-americana terá mais um ano de estabilidade pela frente.

+ Alta do dólar faz brasileiros gastarem menos no exterior em novembro

Cotação do dólar dever permanecer instável em 2017
Carlos Severo/ Fotos Públicas
Cotação do dólar dever permanecer instável em 2017

Na opinião do diretor de câmbio da FB Capital, Fernando Bergallo, além dos impasses que têm impedido a retomada da economia no País, fatos que ocorrem pelo mundo também desestabilizam a cotação do dólar e a tendência é que o mercado internacional, mais uma vez influencie a cotação da moeda em 2017. O especialista evidenciou os fatores que podem tornar a moeda norte-americana um problema no ano que se inicia. Veja as perspectivas: 

Inflação e juros no Brasil

A relação do preço do dólar com a inflação não parece ser evidente em um primeiro momento, porém as consequências da inflação no mercado de juros estão diretamente relacionadas. De acordo com a queda da inflação, teremos também uma queda na Selic. Com isto, o Brasil passa a remunerar seus títulos de forma menos atrativa, reduzindo, em tese, o fluxo cambial para cá.

 Ajuste fiscal

Com relação à aprovação das medidas de ajuste fiscal-em especial as reformas da previdência e trabalhista –, o País tende a trazer ou afastar investidores para o setor produtivo. Com isto, também temos impacto na oferta e demanda de dólares e, por consequência, na cotação da moeda estrangeira;

+ Ministro da Fazenda afirma que crise política não afetará os ajustes fiscais

Trump no poder

Passada a especulação em torno da eleição, teremos de fato as ações efetivas do governo Trump. O mercado tende a acompanhar, com muita atenção, principalmente as ações no campo econômico, que devem ter impacto na formação do preço do dólar perante todas as demais moedas do mundo;

 Petróleo e as commodities

As variações dos preços destes dois ativos impactam, diretamente no fluxo cambial, por determinarem um importante fluxo cambial e a direção para os países exportadores e produtores;

 China

Por tratar-se da economia que mais cresceu nos últimos anos, além de suas amplas relações de comércio exterior com as demais principais economias do mundo, qualquer efeito atípico da economia chinesa  – seja ele de aceleração ou desaceleração – tende a causar um impacto imediato no mercado de câmbio global e no dólar.

+ Preço do dólar: conheça vantagens e desvantagens da variação

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.