Brasil Econômico

undefined
shutterstock
Confiança da indústria retoma o otimismo em novembro, apontou indicador da FGV

Dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) teve alta de 0,4 ponto em novembro e atingiu 87 pontos. Em outubro o indicador tinha apontado recuo de 1,6 ponto. O resultado sinaliza um leve otimismo do setor em curto prazo. 

+ Produção industrial cresce 0,5% entre agosto e setembro, diz IBGE

Segundo a FGV a alta da confiança foi identificada em oito dos 19 segmentos pesquisados no período. O otimismo medido pelo Índice de Situação Atual (IS) teve leve alta de 0,2 ponto e chegou a 85,1 pontos e o Índice de Expectativas (IE) cresceu 0,5 ponto e somou 88,9 pontos em novembro.  

Influenciadores

A maior influência para a melhora do Índice de Expectativa da FGV em novembro veio da previsão de produção para os três meses seguintes. O indicador avançou 1,2 ponto, para 93,8 pontos, o maior desde junho passado, quando ele chegou a 93,9 pontos. A melhora, concentrada em 7 de 19 segmentos, é consequência do aumento do percentual de empresas prevendo produção maior nos meses seguintes, de 28,8% para 29,5%, e da queda da parcela dos que esperam produção menor, de 21,4% para 19,6%.

+ Produção industrial cresce em nove Estados em setembro, aponta balanço do IBGE

Para a Coordenadora da Sondagem da Indústria da FGV/IBRE, Tabi Thuler Santos, a melhora no indicador deve-se ao ajuste dos estoques, que estão estavam alto, e a melhora da situação do País em curto prazo. “A melhora da confiança industrial entre abril e julho teve como protagonistas o ajuste de estoques e a diminuição do pessimismo em relação ao futuro. Ainda que permanecesse baixo em termos históricos, o ICI havia atingido o maior patamar desde o final de 2014. Desde então, no entanto, o índice continua oscilando em torno do nível atingido em julho. O setor aguarda notícias que alterem o ambiente de negócios, ainda bastante desfavorável”, afirmou em nota.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) na Indústria aumentou 0,3 ponto percentual (p.p.) entre outubro e novembro, para 74,0%, informou a FGV . Na métrica de médias móveis trimestrais medidas pelo estudo, o indicador manteve-se estável em relação ao mês anterior, em 74,1%.

+ Estoque alto faz indústria ter queda na confiança, aponta FGV

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários