Brasil Econômico

undefined
Divulgação
Casa do Eletricista, em São Paulo, receberá a Cantina Palestra

Indo além das camisas oficiais, canecas e das canetas que levam o nome dos principais clubes de futebol no País, a Sportfoods quer levar os fanáticos por futebol a uma experiência gastronômica diferenciada.  Após lançar a Hamburgueria 1903, do Grêmio, agora é a vez do Palmeiras ter no entorno do Allianz Parque, um restaurante temático, a Cantina Palestra.

+ Procura por qualidade de vida faz empreendedora criar rede Terra Madre

“A receita dos clubes com o licenciamento de produtos é pequena. Uma forma encontrada para rentabilizar a marca é com alimentação”, afirmou em entrevista ao Brasil Econômico o presidente da Pluri Consultoria e da Sportfood, Fernando Ferreira. Pesquisa de mercado identificou que os torcedores, que têm paixão mesmo que pequena por algum time de futebol, possuem renda anual de R$ 2,1 trilhões, ou seja, movimentam R$ 178 bilhões ao mês.  

Crescimento

“O potencial é grande, mas os clubes têm participação de 0,07% nesse rendimento”, explicou Ferreira. Para ele, ao criar em 2012 a primeira empresa de licenciamento e franchising no segmento alimentar oficial dos clubes brasileiros, ele leva ao torcedor uma nova forma de ver e viver a paixão pelo time. “Ao entrar em uma loja temática, como por exemplo, a Hamburgueria 1903, o consumidor tem acesso à história do clube como a sua fundação, seus principais títulos e tudo aquilo que faça parte do cotidiano do Grêmio”, explicou ele.  

Das cores da loja até os lanches, tudo é pensado para que o torcedor e o não torcedor vivenciem o esporte longe do estádio, já que a Sportfoods tem apenas uma loja dentro do Estádio, sendo essa operação na Arena Grêmio. “Os torcedores insistiram para que fosse aberta a Hamburgueria no Estádio. A nossa intenção não era focar em estádios e sim em shoppings e lojas de rua”.

Sucesso com o futebol

O sucesso da alimentação ligada à paixão ao futebol fez com que a Sportfood some hoje cinco unidades da Hamburgueria 1903 e desse o start para a nova empreitada, o restaurante do Palmeiras. “Recebemos aporte de um fundo de investimento e demos sequência na estratégia de trabalhar com o licenciamento alimentar”, enfatizou Ferreira. Ele não mencionou nem o valor nem quem investiu na marca, afirmou apenas se tratar de uma empresa que vê potencial no mercado brasileiro.

+ Conheça os mecanismos de internacionalização das franquias brasileiras

O local para operação temática aos torcedores do Palmeiras foi a centenária Casa do Eletricista, prédio tombado e considerado Patrimônio Histórico de São Paulo. “Não podíamos estar em melhor localização”, enfatizou Ferreira. Sem abrir o valor do investimento, o executivo afirmou que só com a Cantina Palestra a perspectiva é de 47 unidades, sendo 37 delas divididas entre os shoppings e em ruas e outras 10 no formato express. “O consumidor acha que é uma operação do clube e não da Sportfoods e é justamente isso que queremos”.

Palestra Itália

Só com os torcedores do Palestra Itália, o potencial de consumo gira em torno de R$ 149,1 bilhões ao ano. A meta é ambiciosa da Sportfoods: ter 550 unidades divididas entre os principais clubes brasileiros, além de parcerias com clubes internacionais. “Já fomos procurados por um clube europeu, um dos Estados Unidos e dois da Argentina”, disse o presidente da consultoria e da Sportfood.  

Entre os clubes de futebol brasileiros, em breve os corintianos terão duas operações para celebrar a cultura e a história do Corinthians: o gastropub St. George’s e a rede de alimentação Loucos & Fiéis. “O gastropub será uma operação única, já a Loucos & Fiéis tem bom potencial de crescimento”, concluiu Ferreira.

+ Empreendedorismo: 12 passos difíceis, mas necessários para alcançar o sucesso

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários