Brasil Econômico

undefined
Reuters
No trimestre, encerrado em setembro, o setor apontou queda de 1,1%, o que acelerou o ritmo de perda frente ao observado em agosto, com redução de 0,7%.

A produção nacional da indústria cresceu 0,5% de agosto para setembro, apontou balanço divulgado nesta terça-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expansão na produção foi vista em nove dos 14 locais pesquisados pelo órgão. No trimestre, encerrado em setembro, o setor apontou queda de 1,1%, o que acelerou o ritmo de perda frente ao observado em agosto, com redução de 0,7%.

+ Estoque alto faz indústria ter queda na confiança, aponta FGV

Segundo os Indicadores Conjunturais da Indústria, Espírito Santo foi o Estado com maior avanço na produção nacional registrado com incremento de 9%. Na sequência aparecem Minas Gerais com alta de 2,0%, São Paulo com 1,6%, Rio Grande do Sul com 0,7%, Região Nordeste com tímida recuperação de 0,6%, Amazonas, Pará, Rio de Janeiro com 0,5% de incremento no período e Pernambuco com 0,2%.

Por outro lado, Goiás apresentou queda de 3,3%, sendo o resultado negativo mais acentuado nesse mês. O Estado registrou o segundo mês seguido de queda na produção, acumulando perda de 7,7% no ano. As demais taxas negativas foram verificadas no Ceará com retração de 1,9% e na Bahia com -1,6%, enquanto Paraná e Santa Catarina repetiram o patamar assinalado no mês de agosto, ficando sem queda nem crescimento.

+ Produção de veículos tem queda de 17,7% no ano, aponta Anfavea

Terceiro trimestre

No terceiro trimestre do ano o IBGE verificou uma retração de 5,5%, o que representa a décima queda consecutiva na produção industrial na comparação trimestral do indicador. No acumulado no ano – janeiro a setembro, frente a igual período do ano anterior (2015), a redução na produção nacional alcançou 13 dos 15 locais pesquisados, com três recuando com intensidade superior à média nacional de -7,8%: Espírito Santo com retração de 22,3%, Amazonas com queda de 13,7% e Pernambuco com redução de 12,7% nos nove meses apurados pelo IBGE.

Retração

Goiás tem retração de 7,5% no período, Minas Gerais 6,9%, Paraná 6,8%, Rio de Janeiro 6,6%, São Paulo 6,2%, Bahia 4,7%, Rio Grande do Sul 4,6%, Ceará 4,6%, Santa Catarina 4,2%, e Região Nordeste com queda de 3,7% no período, segundo o IBGE.  No acumulado dos últimos 12 meses, a produção nacional da indústria apresenta retração de 8,8%.

+ Dona da M. Officer é condenada pela prática de trabalho escravo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários