Tamanho do texto

Candidatos podem ganhar pontos no processo de admissão se tiverem habilidades que costumam ser exigidas pelos empregadores; veja quais são

Brasil Econômico

A inclusão de algumas habilidades específicas no currículo pode valorizar um candidato
Thinkstock/Getty Images
A inclusão de algumas habilidades específicas no currículo pode valorizar um candidato

Procurar um novo emprego pode ser difícil. Não é fácil conciliar a elaboração de cartas de apresentação e entrevistas com as atividades que você tem que desempenhar no trabalho atual, e ainda se destacar entre tantos candidatos. Contudo, se o seu currículo é fácil de ser lido, não tem erros de digitação e descreve bem as experiências relevantes que você já teve, você pode se dar muito bem, ainda mais se acrescentar habilidades requisitadas pelos empregadores. Veja algumas das mais comuns, indicadas pelo site Business Insider.

+ Carta de apresentação: saiba como fazer e o que deve ser evitado

1. Adobe Photoshop

Se você está buscando uma carreira mais criativa, como editor de fotos ou designer gráfico, conhecimento básico em Photoshop costuma ser uma exigência comum. Se você não a tiver, dificilmente será convidado para a primeira entrevista. Adquira essa habilidade e turbine o seu currículo .

2. Microsoft Excel

Quem trabalha na área financeira passa a maior parte dos dias inserindo e analizando informações em planilhas do Microsoft Excel, por isso é crucial que os candidatos à vagas nesse setor tenham essa habilidade.

3. Inglês, espanhol, ou outro idioma estrangeiro

Aprender um novo idioma requer que condicionemos nosso cérebro para isso. Mas o esforço vale a pena. Os benefícios de saber falar outros idiomas já foram documentados. Pessoas bilíngues tendem a ter boa memória e habilidade para executar várias tarefas ao mesmo tempo. Além disso, elas são muito desejadas pela maioria dos empregadores.

4. Programação

Conhecimento básico de programação é útil para uma série de carreiras, e se engana quem acha que todas elas são na área tecnológica. Profissionais que têm conhecimentos fundamentais em HTML, CSS e JavaScript destacam-se no mercado.

5. WordPress

Não importa se você é um editor experiente que está migrando da mídia impressa para a mídia digital ou um comunicador recém-formado que está buscando o primeiro emprego, todo mundo que trabalha para um site deve entender como a plataforma funciona.

6. Falar em público

Independentemente da indústria na qual você trabalha, uma coisa é certa: você terá que falar para um grande público em algum momento da carreira. Para algumas pessoas, falar em público é algo natural, mas para outras, não é bem assim. Se você se encaixa na segunda categoria, pratique bastante.

7. SEO

Considere search-engine optimization, também conhecido como SEO, uma ótima ferramenta para qualquer um cujo o trabalho seja medir a quantidade de clicks, likes e shares. Quando você acrescenta SEO ao seu conjunto de habilidades, mostra aos potenciais empregadores que você é qualificado para escrever um artigo de alto tráfego ou uma campanha de mídia social bem sucedida.

8. Google Analytics

Se SEO despertou o seu interesse, matricular-se em um curso de Google Analytics também é uma boa opção. Como você estará aprendendo a otimizar seus artigos e campanhas, precisará de uma maneira de gravar e analisar os seus resultados e o Google Analytics proporciona isso.

9. Gestão de produtos

Criar uma ideia do zero e lançá-la a potenciais investidores não é nada fácil. Não importa se você faz parte da equipe de marketing de uma nova startup ou está se preparando para lançar seu produto em programas como o Shark Tank. É essencial que você saiba como criar e gerenciar um produto de sucesso, por isso, essa habilidade não pode faltar no seu currículo.

+ 17 modelos de currículo para diversas áreas de atuação