Tamanho do texto

Publicação de vaga para promotora de eventos causou indignação entre membros de grupo da Unicamp por causa de exigências discriminatórias

Brasil Econômico

Vaga de emprego exigia mulheres com
Reprodução/Facebook
Vaga de emprego exigia mulheres com "cabelo liso" e "olhos claros"

Uma publicação para anunciar vagas de promotoras de evento gerou polêmica nas redes sociais por causa de suas exigências. O post, compartilhado em um grupo para alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), dizia que apenas mulheres com "cabelo longo e liso, bonita, magra, nariz fino, alta e de preferência com olhos claros" estariam aptas para a vaga.

+ Sabesp abre concurso para programa de estágio em 2017

O texto também afirmava que as mulheres selecionadas deveriam ter mais de 18 anos e receberiam cachê de R$ 700 por noite durante três dias e pedia para que as interessadas entrassem em contato com o autor do post por meio de mensagens no Facebook.

Momentos depois da vaga ser divulgada, membros do grupo se mostraram indignados com a publicação e consideraram o texto racista. O autor do anúncio removeu o post menos de 24 horas depois da publicação. Em nota a Unicamp afirmou que "repudia toda manifestação ou ato que implique discriminação de qualquer natureza".

+ Testes em hambúrgueres do Habib's apontam presença de bactérias fecais

A universidade lembrou que "não é responsável pelo perfil criado na rede social que divulgou o referido conteúdo e nem pela mensagem publicada" e que existem diversos grupos no Facebook com o nome da Unicamp. No entanto, a instituição afirma que não possui nenhum grupo ou página na rede social.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.