Tamanho do texto

Estatal conseguiu subir, neste ano, três degraus em um ranking de valor de mercado que reúne as grandes companhias do setor; hoje, ocupa a 8ª posição

A Petrobras chegou a ocupar o terceiro lugar no ranking em maio de 2008, mas hoje é a 8.ª colocada.
Tânia Rêgo/Agência Brasil
A Petrobras chegou a ocupar o terceiro lugar no ranking em maio de 2008, mas hoje é a 8.ª colocada.

Aos poucos, a Petrobrás começa a reconquistar a confiança dos investidores e a reverter os estragos causados pelas denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal. As informações foram publicadas na edição desta segunda-feira (24) no jornal O Estado de S. Paulo .

LEIA TAMBÉM:  PEC do Teto volta a ser colocada à prova nesta semana na Câmara

Segundo a publicação, com uma alta de 168% em suas ações acumulada no ano, a estatal já conseguiu subir neste ano três degraus em um ranking de valor de mercado que reúne as grandes companhias do setor. A Petrobras chegou a ocupar o terceiro lugar no ranking em maio de 2008, mas hoje é a 8.ª colocada. Em janeiro deste ano, seu pior momento, estava na 11.ª posição.

“Executar um plano que inclui redução de custos e de investimento, sem reduzir metas e com ganho de produtividade, além de um programa de desinvestimento relevante, requer muita disciplina”, diz o presidente da estatal, Pedro Parente, que comemora a escalada, mas diz que “a parte mais difícil vem agora”.

 E AINDA:  Haitianos começam a reconstruir país, mas clima é tenso, diz coronel brasileiro

Ainda de acordo com o jornal, o projeto da Petrobras é correr com os ajustes para alcançar, em 2018, os mesmos indicadores das petroleiras que possuem grau de investimento, o selo de boa pagadora que a estatal perdeu em fevereiro de 2015.

O presidente da estatal afirma ainda que a principal meta é a redução do comprometimento do caixa com pagamento de dívida. A ideia é alcançar um indicador de alavancagem (relação entre dívida líquida e geração de caixa) de até 2,5 em dois anos. Hoje, o indicador está em torno de 5. “Desejo o grau de investimento o mais cedo possível. A gente tem de fazer a nossa parte e o upgrade vem como consequência”, finalizou Parente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.