Tamanho do texto

Soma de todas as riquezas produzidas pelo País em 2016 deve encolher 3,1%, valor inferior aos 3,5% que haviam sido estimados no segundo trimestre

Melhora na estimativa do PIB foi motivada pelo aumento das expectativas de empresários e consumidores
iStock
Melhora na estimativa do PIB foi motivada pelo aumento das expectativas de empresários e consumidores

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou, nesta sexta-feira (14), a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. A nova previsão indica que a soma de todas as riquezas produzidas pelo País em 2016 deve encolher 3,1%, valor inferior ao que havia sido estimado no segundo trimestre, quando o indicador apontava redução de 3,5%.

+ Supremo confirma cobrança do ICMS na tarifa de telefonia

A melhora registrada na estimativa foi motivada pelo aumento das expectativas de empresários e consumidores. A previsão é de que o PIB industrial, sofra queda de 3,7% e, dessa forma, lidere a retração da economia. Este será o terceiro ano seguido de queda no industrial e o segundo de redução da economia, de acordo com a CNI.

Outros números

A CNI também fez nova previsão para a área de investimentos, que, segundo a entidade, deve sofrer redução de 11%. O valor é iferior aos 13,9% que foram estimados no segundo trimestre. As estimativas relativas ao consumo das famílias passaram dos 4,8% previstos anteriormente para 4,6%.

+ MP libera R$ 1,9 bi para repor perdas de Estados e municípios com exportações

Os principais sinais de recuperação da economia – de acordo com as informações da Confederação Nacional das Indústrias – são, além do aumento da confiança dos empresários, o crescimento do superávit comercial e o ajuste dos estoques aos níveis planejados por empresários. Estima-se que o saldo comercial brasileiro chegue aos US$ 50 bilhões este ano, valor superior aos US$ 19,7 bilhões alcançados no ano passado.

"Ainda que a exata dimensão temporal do ajuste fiscal de longo prazo não esteja definida, a mudança de enfoque reverteu expectativas, com reflexo favorável na confiança dos agentes", diz o Informe Conjuntural.

O PIB

A soma de todas as riquezas de um país é o que resulta no Produto Interno Bruto. Para isso, são considerados todos os bens e serviços da agropecuária, da indústria e do setor de serviços.

+ Petrobras anuncia queda no preço da gasolina e do diesel neste sábado

Existe também o PIB per capita, que pode ser considerado como a avaliação por pessoa. Neste caso, o Produto Interno Bruto é usado para determinar quanto do total produzido seria destinado a cada pessoa, caso todos os brasileiros recebessem partes iguais.

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.