Tamanho do texto

O modelo mais utilizado é o Sistema Financeiro de Habitação, pois é destinado aos consumidores de menor renda, diferente do SFI e da Carteira Hipotecária

Existem três formas de amortização do financiamento imobiliário: SAC, PRICE e SAM
Getty Images
Existem três formas de amortização do financiamento imobiliário: SAC, PRICE e SAM

O mercado de imóveis sofre uma clara desaceleração do Brasil. Um dos motivos para isso é a limitação do crédito imobiliário nos bancos governamentais fazendo com que seja necessário buscar o financiamento imobiliário em bancos privados, onde as taxas são menos atrativas.

+ Os quatro maiores erros cometidos por usuários de cupons de desconto

Devido às mudanças no cenário político, no entanto, os bancos começam a flexibilizar seus prazos e taxas, assim incentivando os consumidores a comprar a própria casa. Silvana Bueno de Freitas, analista financeiro do Grupo Thá, lisou alguns dos principais sistemas de financiamento imobiliário :

SFI

O Sistema Financeiro Imobiliário é destinado para aquisição de imóveis de alto padrão. Por isso, não utiliza do Fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS) para realizar o empréstimo ao adquirente, tendo como principal fonte de recursos os grandes investidores institucionais, que possuem expressivos ativos, não só no Brasil, como em outros países: fundos de pensão, fundos de renda fixa, companhias seguradoras e bancos de investimento.

Carteira Hipotecária

Muito semelhante ao SFI. Os recursos da Carteira Hipotecária, no entanto, obtém os recursos por meio da da Carteira de poupança. Assim, os bancos utilizam desse recurso para liberar o empréstimo, sem colocar limite de crédito ao valor do imóvel, com livre negociação nas tratativas de juros e prazos.

SFH

O Sistema Financeiro de Habitação é mais comum e utilizado dentro dos sistemas, pois é destinado aos consumidores de menor renda. O Banco Central regulamenta a liberação desse crédito.

+ A transformação digital pode ajudar seu empreendimento; saiba como fazer

Existem três maneiras de fazer a amortização do saldo destes financiamentos. Confira abaixo quais são e as diferenças de cada uma delas. 

SAC

O sistema de amortização constante possui uma parcela decrescente, pois os juros são calculados pelo saldo devedor, e este diminui a cada período, consequentemente diminuindo as parcelas. Esse é o mais utilizado no mercado imobiliário. 

Price

O sistema Price, também conhecido como Francês, que tem características de prestações iguais e postecipadas. Neste caso, a amortização que sofre alteração, enquanto os juros se mantém constantes. Portanto, a cota de amortização é crescente a cada mês.

+ Está desempregado? Veja 10 maneiras de economizar

SAM

Já o sistema de amortização mista, como diz o nome, é uma mistura de características da SAC e PRICE. Esta forma de amortização do financiamento imobiliário trabalha com a média aritmética entre juros e amortização.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.