Tamanho do texto

Sua empresa não estará disponível para grandes oportunidades, se você disser "sim" para todos os trabalhos insignificantes que surgirem

Descobrir como e quando dizer
iStock
Descobrir como e quando dizer "não" é essencial para o sucesso de um negócio

Dizer "não" é uma das lições mais difíceis de serem aprendidas no mundo do empreendedorismo. É claro que você quer que seu negócio cresça, mas você não quer ter muitos problemas ou estresse durante o processo. Descobrir como e quando dizer "não" é essencial para o sucesso do seu negócio, mas também para a sua saúde e a sua sanidade. Se você acha difícil dizer "não", veja essas situações listadas pelo site Entrepreneur.

+ Quer criar seu próprio negócio? Veja 5 dicas para ser um bom empresário

1. Diga "não" aos clientes tóxicos

Quando você tem um cliente estressante - seja porque dá muito trabalho, seja porque não paga em dia - pode ser bom para o seu negócio  que você limite seus compromissos com eles, ou simplesmente ponha um fim à relação. Se você quiser manter as linhas de comunicação abertas, defina claramente o que você vai e não vai aceitar e imponha a política da sua empresa. Isso reforçará , não arruinará o seu relacionamento. com o cliente. Na melhor das hipóteses, você vai perceber que não deve trabalhar mais com ele, sob qualquer circunstância.

2. Diga "não" a quem pede vantagens

Quando clientes pedem desconto, brinde ou um acordo especial, pense duas vezes antes de ceder. Você sabe o que é necessário para fazer o seu trabalho direito e o quanto você precisa arrecadar em termos de renda. Não deixe que pedidos desse gênero atrapalhem suas metas ou comprometa sua ética ou sua reputação no trabalho. Se você se sentir compelido a dar o deconto, dê, mas porque você pode ou porque vocêr quer muito fechar o negócio, ou então, tente pedir algo em troca, como indicação de um novo cliente ou um contrato maior. Torne a proposta boa para os dois lados.

3. Diga "não" às horas extras

Quando você trabalha no seu próprio negócio, o tempo escorre pelas suas mãos. Quando se dá conta, já trabalhou por longas horas. Como resultado, você passa a ignorar seu bem-estar, sua vida pessoal e seus relacionamentos. Por isso, a dica é: aprenda a gerir o seu tempo com inteligência. Defina a quantidade de horas que você vai trabalhar e cumpra o que for estabelecido. Deixe seus clientes informado sobre o seu horário de trabalho, suas folgas e suas férias.

4. Diga "não" aos pagamentos em atraso

Lembre-se, você dirige um negócio, não um banco. Certifique-se de que os termos de pagamento estão claramente explicados no contrato e faça-os serem cumpridos. Não espere para fazer isso quando estiver sem paciência e sem recursos e se ver obrigado a cortar algum cliente que lhe deve pagamento. Dependendo do caso, você pode até tomar medidas legais, mas esteja ciente de que isso  leva tempo, custa dinheiro e dá uma grande dor de cabeça.

+ Três coisas que você precisa saber antes de abrir um negócio

5. Diga "não" a trabalhos insignificantes

Quando você trabalha com um bom cliente, não custa fazer um trabalho extra. No entanto, tenha cuidado com os clientes que nunca param de pedir pequenos trabalhos não previstos no acordo. Se o pedido for fácil e não tomar muito tempo, vá em frente e faça. Mas saiba que dizer "sim" a todos esses pedidos pode consumir o seu tempo e dificultar as suas chances de atingir seus objetivos financeiros.

Por outro lado, se você estiver disposto a aceitar algum trabalho do gênero, ofereça um preço pelo trabalho extra. Manter-se firme indicará que seu tempo é valioso.

6. Diga "não" às desculpas

Dizer "não" não é sinônimo de fraqueza, faz parte de ser profissional. Você precisa fazer folha de pagamento, pagar suas contas e gerar lucro, então não há necessidade de pedir desculpas por recusar algum trabalho. Você investiu sangue, suor e lágrimas em seu negócio, então você deve protegê-lo.

Dizer "não" não se faz naturalmente, exige prática. No entanto, você verá que após aprender essa habilidade, seus clientes terão ainda mais respeito por você.