Tamanho do texto

Você sabia que o orçamento é essencial para administrar as finanças com eficiência? Veja como elaborá-lo com essas dicas do Procon- SP

Brasil Econômico

Elaborar o orçamento doméstico nem sempre é fácil. É preciso definir quais são as suas necessidades e planejar todos os gastos, considerando a renda familiar disponível. Dessa forma, é possível começar a ter um controle maior do seu dinheiro e economizar. Veja algumas dicas que o Procon- SP preparou para você, que está disposto a controlar seu orçamento.

+ Mais de 42% dos inadimplentes desconhecem parcelas a pagar no próximo mês

Fazer o orçamento doméstico é essencial para administrar as finanças com eficiência
Thinkstock/Getty Images
Fazer o orçamento doméstico é essencial para administrar as finanças com eficiência

O orçamento doméstico é essencial para que você possa controlar seus gastos e planejar as compras, e assim administrar as finanças com eficiência. Ele impede que o nosso dinheiro acabe antes do final do mês e que nos endividemos. 

Dentre os vários vilões do endividamento estão as compras por impulso, a utilização frequente do limite do cheque especial, a utilização do crédito rotativo do cartão de crédito (também conhecido como o pagamento mínimo da fatura), os financiamentos sem planejamento e a falta de controle das despesas mensais e dos pequenos gastos diários.

De acordo com o Procon, o primeiro passo para elaborar um orçamento doméstico é desenvolver o hábito de relacionar todos os gastos. Em seguida, é preciso definir as prioridades .

Como economizar

É possível economizar no supermercado, na utilização da água e da energia elétrica, no uso do telefone, e, principalmente, na hora das compras.

Supermercado

Para economizar no supermercado, siga estes passos:

1. Faça a lista do que precisa comprar e compre apenas o que tiver sido definido;

2 . Alimente-se antes de ir às compras para evitar comprar produtos desnecessários;

3. Analise quais ofertas são, de fato, vantajosas;

4. Compre apenas a quantidade de alimentos que for consumir;

5. Fique atento aos produtos da época - eles tem preços melhores;

Água e energia elétrica

Economizar água e energia elétrica também é bem simples. Veja as sugestões do Procon-SP:

1. Deixe as torneiras bem fechadas e verifique se não há vazamentos;

2. Lave roupas e louças de forma sensata. Utilize a água racionamente também na hora de fazer a limpeza e tomar banho;

3. Para economizar energia elétrica, aproveite a iluminação natural ao máximo (uma boa dica é pintar as paredes com cores);

4. Mantenha a geladeira e o freezer longe de fontes de calor e ajuste o botão de temperatura de acordo com as indicações do fabricante;

5. Ao invés de passar roupas várias vezes, junte o maior número de peças possível e passe todas elas de uma vez só (faça o mesmo quando for lavar roupa: utilize a máquina de lavar na sua capacidade máxima);

6. Não tome banhos longos e mude a chave do chuveiro de inverno para verão nos dias quentes;

7. Deslique da tomada todos os aparelhos que tem o sistema stand by;

8 . Quando for comprar novos aparelhos eletrodomésticos ou eletroeletrônicos, prefira os que têm o selo Procel. Eles consumem menos energia;

9. Evite ligar e desligar a torneira elétrica várias vezes

+ Ganhar dinheiro em tempos de crise é possível; veja dicas e saiba como

Telefone

Também é recomendável seguir algumas orientações quando for contratar um plano de telefonia ou usar o telefone. Veja alguns deles:

1. Quando for adquirir um plano, pesquise os planos e as promoções oferecidos pelas operadoras e adquira o que for mais adequado para as suas necessidades (tome cuidado com os pacotes de "minutos ilimitados" e "fale à vontade", porque nem sempre eles são a melhor opção);

2 . Saiba para qual operadora você vai ligar, antes de discar os números. Chamadas entre operadoras diferentes são mais caras do as que são realizadas entre números da mesma operadora;

3. Utilize o telefone para fazer apenas ligações rápidas; se você usa internet por banda larga, use aplicativos que possibilitem conversas de áudio, vídeo, ou mensagens de texto. Com eles é possível ter conversas longas, sem custo adicional.

Compras

Você costuma fazer muitas compras? Veja quais cuidados deve ter na hora de escolher a forma de pagamento.

Pagamento à vista: essa modalidade é bastante interessante porque além de facilitar o controle do orçamento, é possível obter descontos no valor da compra.

Compra a prazo: antes da compra, você deve receber algumas informações, como o preço à vista, o valor da entrada, o número e o valor das parcelas, e o valor total à prazo. Você também deve ser informado sobre o CET - Custo Efetivo Total - taxa percentual anual que engloba todos os custos do financiamento, como taxa de juros, tarifas e outras cobranças. Atenção: mesmo no parcelamento "sem acréscimo", costuma haver juros embutidos, por isso, compare com o preço à vista em outras lojas.

Caso você atrase o pagamento da prestação do financiamento, será gerada uma multa de até 2% mais encargos. Caso antecipe o pagamento de alguma parcela, exija o desconto porpocional dos juros.

Cheque: não se esqueça de que o cheque á uma modalidade de pagamento à vista, logo, ele poderá ser descontado imediatamente.

O cheque pré-datado é um acordo entre o fornecedor e o consumidor. Portanto, se você for utilizá-lo como forma de pagamento, peça ao vendedor que anote os números dos cheques e as datas de quando eles deverão ser descontados no pedido, na nota fiscal ou no orçamento. Não se esqueça também de incluir os valores desses cheques no seu orçamento durante os meses em que eles forem descontados.

Quando for usar o cheque especial, evite usar o limite, porque as taxas de juros costumam ser bem altas.

Tabela de controle financeiro

Quando for preparar sua tabela de controle de gastos, inclua as despesas mais comuns, entre elas:

1. Moradia: aluguel ou prestação da casa; condomínio; água; luz; gás; imposto (IPTU);
telefone etc.

2. Educação: mensalidade; transporte escolar; material; uniforme; lanches etc.

3. Lazer: atividades culturais; passeios; viagens.

4. Alimentação: supermercado; padaria; açougue; feira; restaurante; lanchonete etc.

5. Saúde: plano de saúde; dentista; remédios.

6. Automóvel: combustível; IPVA; licenciamento; seguro obrigatório; seguro privado;
multas; pedágio; manutenção; lavagem; estacionamento; outros.

7. Outras despesas: TV a cabo; roupas; calçados; transporte; prestações; assistência
técnica; telefone celular; internet.