Brasil Econômico

undefined
Divulgação
Entre as grandes companhias, apenas a Avianca apresentou crescimento na demanda por voos domésticos em junho

A procura por voos realizados dentro do Brasil sofreram queda pelo 11º mês seguido. O indicador RPK, que mede a relação passageiros-quilômetros pagos transportados, teve redução de 6,3% no mês de junho deste ano, em comparação com o mesmo período em 2015. As ifnromações são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).  

LEIA: Governo deve direcionar R$ 1,5 bilhão para fundo voltado à infraestrutura

Já o indicador ASK, responsável por medir a oferta de voos por meio dos assentos-quilômetros oferecidos, caiu 6,8% – também comparando junho de 2016 ao mesmo período no ano passado –, a 10ª redução consecutiva para o índice. No acumulado do ano, até o mês de junho, a retração atingiu o valor de 6,6% na demanda e 5,8% na oferta. 

De acordo com a Anac, entre as grandes companhias aéreas do Brasil, apenas a Avianca apresentou crescimento na procura no mês de junho. A demanda subiu 17,9% na comparaçaõ com o mesmo mês no ano passado. A Gol mostrou queda de 6,6%, enquanto a Azul caiu 7% e a Latam teve redução de 11,2%. 

No mercado doméstico, o número de passageiros pagos transportados apresentou retração de 8,8% em junho, chegando ao número de 6,8 milhões. Consderando o acumulado até o sexto mês do ano, a diminução foi de 8,1% no total. 

LEIA MAIS: Banco Bradesco declara que denúncia contra presidente é "juízo preliminar"

A taxa de aproveitamento dos aviões no transporte doméstico – operado por empresas nacionais –, ainda de acordo com o relatório da Anac, atingiu 78% no mês, percentual 0,5% maior se comparado ao mês de junho de 2015. 

Em relação ao segmento de carga, foi registrado um acréscimo de 3,2% no mês, ainda em comparação com o mesmo período no ano anterior, chegando a 28 mil toneladas. Entretanto, no acumulado do ano, até junho, houve queda de 6,1%, atingindo 160,2 mil toneladas. 

Internacional

Em relação ao transporte aéreo internacional, a procura registrou recuo de 11,85%, enquanto a oferta mostrou queda de 7,5%, ainda segundo a Anac. Levando em consideração o acumulado até o mês de junho, foi registrada uma queda de 2,7% na demanda e de 1,8% na oferta. 

Na avaliação entre as companhias aéreas, Gol e Latam foram as que sofreram o maior recuo na demanda no mês de junho, de 11,6% e 13,5%, respectivamente. A Azul, neste caso, apresentou alta de 9,1%

LEIA TAMBÉM: Trabalhador perde 4,2% do poder de compra em um ano, aponta IBGE

Os voos internacionais tiveram taxa de aproveitamento de 77,2% em junho, percentual menor do que os 80,9% registrados no mesmo mês em 2015. Nesta parte do indicador, o número de passageiros pagos transportados pelas companhias do Brasil no mercado internacional chegou a 534,4 mil no mês, o que representa queda de 2,4%.

*Com informações da Agência Estado


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários