Brasil Econômico

Brasil Econômico

undefined
Getty Images
IPC-S: queda de 0,26%, ou seja, 0,07 ponto percentual (p.p.) na última semana de junho

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) divulgado pela Fundação Getúlio Vargas nesta sexta-feira (01) apresentou leve queda de 0,26%, ou seja, 0,07 ponto percentual (p.p.) na última semana de junho. Com o resultado, o indicador acumula alta de 4,5% no ano e 8,54% nos últimos 12 meses.

Segundo a apuração, seis das oito classes de despesa que são pesquisados para o índice ( IPC-S)  apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. Entre os grupos, o de Despesas Diversas foi que mais contribui para o resultado geral (indo de 1,29% para -0,06%).  

Também registraram decréscimo os grupos: Transportes (-0,14% para -0,22%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,64% para 0,54%), Vestuário (0,75% para 0,37%), Comunicação (0,12% para 0,11%) e Habitação (0,65% para 0,63%).

LEIA MAIS: Mais do que feijão! Leite UHT puxa aumento de 0,84% na cesta básica em São Paulo

Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: gasolina (-1,15% para -1,59%), medicamentos em geral (0,37% para 0,11%), roupas (0,64% para 0,15%), mensalidade para internet (0,13% para -0,25%) e tarifa de eletricidade residencial (0,79% para 0,44%), respectivamente.

Do lado oposto, o grupo de Educação, Leitura e Recreação apresentou acréscimo, de 0,11% para 0,26%. Já o grupo Alimentação se manteve em 0,07%.

LEIA MAIS:  Produção industrial tem queda de 9,8% de janeiro a maio

As principais influências em sentido ascendente e descendente na pesquisa do IPC-S desta semana partiram dos itens: feijão-carioca (29,26% para 38,62%) e frutas (-7,88% para -11,75%), respectivamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários