Tamanho do texto

Procon-SP divulgou pesquisa nesta sexta (01) e mostra que a maior parte dos produtos analisados teve aumento ; veja

Brasil Econômico

Valor da cesta básica de São Paulo sofreu aumento em período analisado pelo Procon
Agência Brasil
Valor da cesta básica de São Paulo sofreu aumento em período analisado pelo Procon

O valor da cesta básica no município de São Paulo registrou alta de 0,84%, no período de 24 de junho a 30 de junho, revelou nesta sexta-feira (01) o resultado da pesquisa feita diariamente pela Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, em convênio com o Dieese. 

O preço médio no período anterior (até 23 de junho) era de R$ 697,02, passando para R$ 702,89. E  o feijão não foi o maior vilão desta vez: segundo a pesquisa, o litro de leite UHT é o item cujo preço subiu mais. 

Por grupo, foram constatadas as seguintes variações:  

Alimentação: 1,07%

Limpeza: 0,08%

Higiene Pessoal: -1,18%

A variação no mês de junho de 2016 ficou em 3,60%.

LEIA MAIS:  Produção industrial tem queda de 9,8% de janeiro a maio 

Os produtos que mais subiram foram:

Biscoito maisena (pacote 200g) 12,87%

Salsicha avulsa (kg) 6,91%

Extrato de tomate (340/350g) 5,88%

Feijão Carioquinha (kg) 5,68%

Queijo muçarela fatiado (kg) 4,98%

As maiores quedas foram:

Cebola (kg) -10,00%

Batata (kg) -5,61%

Macarrão com ovos (500g) -5,21%

Desodorante spray (90/100 ml) -4,49%

Papel higiênico fino branco (com 4 unidades) -3,06%

Dos 39 produtos pesquisados, na variação semanal, 20 apresentaram alta, sendo que 15 diminuíram de preço e quatro permaneceram estáveis.

LEIA MAIS:  Indústria demitiu 41 mil no ano em São Paulo, aponta Fiesp

Os produtos que mais pressionaram a alta no período, considerando os respectivos pesos na cesta, foram, nesta ordem:         

Leite UHT (litro) 0,32%

Carne de primeira (kg) 0,28%

Feijão Carioquinha (kg) 0,24%

Queijo muçarela fatiado (kg) 0,19%

Biscoito maisena (pacote 200g) 0,13%

A Pesquisa Cesta Básica Procon/Dieese é efetuada desde de 1990. Recentemente, com a mudança do perfil da família ao longo desses anos, é usado como referência a Pesquisa de Orçamento Familiar de São Paulo (POF/IBGE) 2008/2009.  Dessa forma, a Cesta Básica Procon/Dieese a partir de 2016 contempla 39 produtos (28 de alimentação, seis de limpeza doméstica e cinco de higiene pessoal).