Tamanho do texto

A Selic é usada como referência para outras taxas de juros do mercado –sendo a “base” para a definição dos juros no País

Brasil Econômico

A taxa overnight do Selic é o resultado da média ponderada pelo volume das operações em um dia
iStock
A taxa overnight do Selic é o resultado da média ponderada pelo volume das operações em um dia

Quem está minimamente ligado no noticiário econômico do País já ouviu ou leu sobre a taxa Selic várias vezes. Atualmente, a meta está estabelecida em 14,25% ao ano (1,12% ao mês) - e muito se especula sobre seu futuro, norteado pela política monetária. Mas, afinal, o que ela revela e por que é tão importante entender tais números?

O Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) é um sistema informatizado destinado ao registro, custódia e liquidação dos títulos públicos federais emitidos pelo Banco Central e pelo Tesouro Nacional tais como Letra do Tesouro Nacional e Nota do Tesouro Nacional. O acesso ao Selic é restrito a instituições credenciadas no mercado financeiro.

De onde vem a Selic? 

No mercado entre os bancos do País, ao longo do dia, acontecem operações de financiamento, ou seja, os bancos realizam empréstimos uns aos outros durante um curtíssimo prazo de tempo, geralmente para o prazo de um dia. Nessas operações, as instituições bancárias oferecem títulos públicos como garantia (lastro) pelo caixa emprestado, a fim de reduzir riscos associados a essas operações. Essas transações, conhecidas como compromissadas, são registradas no Selic.

LEIA MAIS: PIS: Governo divulga tabela de pagamento do Abono Salarial no calendário 2016/2017

Com tudo isso, é gerada a chamada “taxa overnight do Selic”, que é o resultado da média ponderada pelo volume das operações compromissadas realizadas em determinado dia, tomando como base a forma anual de 252 dias úteis. Apesar de não ser exatamente fixa, variando praticamente todos os dias, a tendência é que se aproxime da meta ao longo do dia, pois o Banco Central do Brasil pode intervir, injetando ou retirando dólar do mercado, por exemplo, o que força a taxa a se aproximar da meta. 

A Selic é a taxa usada como referência para outras taxas de juros do mercado – o que significa que ela é a “base” para a definição dos juros no País.

No site do Banco Central do Brasil, é possível consultar a Taxa Selic Diária, com informações específicas tais como a taxa percentual ao ano, a base de cálculos e as estatísticas. A metodologia utilizada para o cálculo da taxa overnight Over/Selic também é divulgada.

A meta para a taxa Selic é estabelecida e divulgada pelo Comitê de Política Monetária (Copom), que determina a taxa Selic anual oito vezes por ano, a cada 45 dias, conforme uma regulamentação do início dos anos 2000.

Estimativas para a Selic

O Banco Central precisa fazer com que a inflação fique dentro da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional. Para tanto, utiliza a Selic - entre outras manobras - para influenciar a atividade econômica. 

Atualmente, a Selic está em 14,25% ao ano, porém, a expectativa das instituições financeiras para a taxa ao final de 2016 subiu de 13% para 13,25% ao ano. Já no fim do ano que vem, a previsão é de que chegue a 11% ao ano.

LEIA MAIS:  Sem antecipar números, Meirelles diz que meta fiscal de 2017 será negativa