Brasil Econômico

Brasil Econômico

Uma das melhores coisas da internet é a sua habilidade de fazer pessoas que têm interesses semelhantes se reunirem comunidades online, seja aficionados por games discutindo estratégias, ou vítimas de câncer divindindo suas experiências e apoiando umas as outras

Comunidades online também podem ser uma ferramenta poderosa para os negócios. Uma grande variedade de empresas, da gigante do software SAP a Harley Davidson construíram vibrantes comunidades na rede. Empresas com comunidades ativas focadas em seus produtos tendem a usufruir de maior credibilidade, integridade corporativa e lealdade da clientela - estabelece-se um laço mais profundo quando se constroi uma comunidade do que quando se cria uma página no Facebook.

undefined
iStock
Administrar uma comunidade online não é uma atividade automática, ou seja, você precisa da equipe e do softaware certos

As recompensas obtidas com a criação de uma comunidade de usuários são tão positivas que muitas empresas estão incluindo essa ideia entre suas principais estratégias de marketing. Veja cinco dicas para construir uma comunidade online forte.

1. Tenha uma massa crítica de clientes apaixonados

Entende-se por comunidade online um lugar onde pessoas com interesses em comum estão dispostas a se envolver umas com as outras. Se os clientes não estão realmente interessados na sua marca, lançar uma comunidade online pode ser como dar uma festa e ninguém aparecer.

Quando criamos nossa comunidade, explica o colaborador do site Entrepreneur, Zach Halmstad, tínhamos apenas algumas centenas de clientes, mas notamos, por meio de nosso mailing, que as pessoas buscavam uma maneira para interagir umas com as outras.

Então, criar uma comunidade online não tem nada a ver com ter uma empresa grande ou ter um grande número de clientes. Tem a ver com a paixão que tem os seus clientes pelo seu produto.

2. Não seja controlador

Você pode ter criado a comunidade e até mesmo administrá-la, mas deve reconhecer que ela pertence aos usuários. Você deve entender que a maneira mais rápida de acabar com uma comunidade é desencorajar suas discussões. Nunca apague um post - a menos que seja um spam -, ou um comentário negativo. Lembre-se que a comunidade é um mecanismo de feedback inestimável. Uma das razões pelas quais você criou a comunidade é porque você não tem todas as respostas, certo?

3. Faça da comunidade uma rica experiência

Algumas comunidades online rudimentares não passam de fóruns de suporte de produtos online. Isso não é ruim. Mas uma boa comunidade online é um espaço que oferece muito mais. A nossa comunidade, por exemplo, não tem apenas um fórum de discussão, mas também uma área voltada para as solicitações dos clientes, onde eles fornecem ideias sobre os futuros produtos que gostariam dd consumir. Então, a atividade na comunidade é sempre intensa.

4. Esteja preparado para investir em infraestrutura

Administrar uma comunidade online não é uma atividade automática. Você precisa da equipe e do softaware certos. Não enconomize. A equipe que gerencia a nossa comunidade ganhou cinco membros nos últimos anos. Além disso, decidimos investir em softaware personalizado. Afinal de contas, os clientes devem achar o programa simples, fácil, e agradável para usá-lo. Nossos funcionários participam da comunidade - logo, sempre sabemos o que está acontecendo - , mas eles nunca interferem nas discussões ente clientes. Lembre-se que não cabe a nós executar esse papel.

5. Não se preocupe tanto com medições

Vivemos em uma época em que todos prezam por regras de medição. É difícil medir a taxa de retorno sobre investimento, quando se trata de uma comunidade online, mas é possível investigar qual tem sido o seu desempenho. A nossa métrica é simples. Para saber se a comunidade está indo bem, avaliamos o número de posts.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários