Estadão Conteúdo

undefined
Roosewelt Pinheiro/ABr
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles: impostos podem piorar a crise política no País

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou neste sábado (21) que o governo não incluirá aumento de impostos entre as medidas que serão anunciadas na próxima terça-feira."Não estamos descartando, dizendo que nunca será aumentado imposto. O que estamos dizendo é que, no momento, não estamos contemplando aumento de impostos.". Ele ressaltou que as decisões finais serão adotadas pelo governo já na data do anúncio, no início da manhã.

Meirelles afirmou que as medidas que o governo anunciará são as consideradas pelo Poder Executivo como as mais relevantes no momento.

"Não há duvida de que as medidas não vão esgotar tudo aquilo que está em estudo e que poderá ser anunciado posteriormente", ressaltou.

"Vamos anunciar as medidas que serão implementadas imediatamente, no sentido de, ou serem medidas administrativas e que podem ser simplesmente executadas, ou medidas a serem propostas ao Congresso Nacional no devido tempo."

De acordo com Meirelles, a dimensão do déficit primário de R$ 170,5 bilhões, acima do anunciado anteriormente por autoridades do governo, "acentuou a preocupação", com a perspectiva do endividamento da União para os próximos anos.

"Mas já tínhamos uma ideia muito correta e precisa de que a trajetória de crescimento da divida pública é insustentável nos parâmetros atuais", lembrou ele. "Temos sim que adotar medidas que sejam fortes e decisivas [...] A conclusão do déficit maior do que pensávamos acentua a necessidade de medidas mais sérias para que se possa reverter isso."


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários