Brasil Econômico

undefined
Reprodução/Facebook Bruno Araújo
Ministro escreveu mensagem na sua página oficial do Facebook negando fim de programa

O Ministro das Cidades Bruno Araújo negou que teria afirmado a suspensão do programa Minha Casa Minha Vida ao jornal O Estado de S. Paulo. Em uma mensagem na sua página oficial do Facebook, o ministro disse que “nunca tratou” do assunto e que as afirmações feitas pelo veículo não “correspondem à realidade”.

Na manhã desta sexta-feira (20), o jornal noticiou a suspensão do Minha Casa Minha Vida 3, prometido pelo governo Dilma Rousseff, envolvendo investimentos de R$ 210,6 bilhões, com a contratação de 2 milhões de habitações. Esta terceira fase do programa aconteceria até o fim do ano de 2018.

Segundo o Estadão, Araújo ainda afirmou que seriam necessários 40 dias para fazer um raio-x da principal vitrine de seu ministério e que a nova meta do programa social dependeria da análise das contas públicas – responsabilidade da equipe econômica do presidente interino.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários