Tamanho do texto

Maior retração foi entre as médias empresas, com queda de 16,4%; crise política e juros altos são os principais motivos

A procura das empresas brasileiras por crédito caiu 5% em março ante o mesmo mês de 2015, pressionada principalmente por companhias de médio porte, informou a empresa de análise de dados de crédito Serasa Experian nesta terça-feira.

Queda mais acentuada, de 16,4%, foi obervada pela Serasa entre as médias empresas
Thinkstock/Getty Images
Queda mais acentuada, de 16,4%, foi obervada pela Serasa entre as médias empresas

Incertezas sobre a política econômica, o aprofundamento da recessão e os juros elevados continuam impactando o apetite das empresas por crédito, segundo economistas da Serasa.

Na comparação com o mês imediatamente anterior, houve avanço de 15,3% na procura por crédito, pois o feriado de carnaval caiu em fevereiro. Já no primeiro trimestre, houve recuo de 9,3% sobre os três primeiros meses do ano passado.

Em março, a maior retração da demanda veio das empresas médias, com queda de 16,4% sobre março de 2015. O recuo ficou em 12,7% entre as grandes empresas e a queda foi de 4,4% entre micro e pequenas empresas.