Tamanho do texto

Preço médio no País caiu 0,12% entre fevereiro e março; reajustes em todas as cidades perderam para a inflação

Brasil Econômico

Preço médio de locação no País caiu 0,12% entre fevereiro e março, segundo índice FipeZap
iG São Paulo
Preço médio de locação no País caiu 0,12% entre fevereiro e março, segundo índice FipeZap

O Índice FipeZap de preços de imóveis anunciados no País registrou uma queda nominal nos preços de locação em 10 dos últimos 12 meses, com o acumulado de -4,43%. Se for considerada a inflação medida pelo IPCA para o mesmo período, que atingiu 9,39%, entre março de 2015 e março de 2016, houve queda real de 12,63% nos preços de locação. Ainda segundo a pesquisa, houve queda de 0,12% dos valores anunciados entre fevereiro e março deste ano.


Todas as onze cidades acompanhadas no índice mostraram resultados inferiores à inflação nesse período, sendo que Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Porto Alegre, Santos e Distrito Federal exibiram queda nominal de preços. A média por metro quadrado do valor anunciado para locação nos municípios pesquisados foi de R$ 30,93/mês, em março deste ano.

Com os preços médios anunciados, as cidades do Rio de Janeiro (R$ 37.29), São Paulo (R$ 35.49) e Distrito Federal (R$ 32.71) são as que tiveram maiores taxas por metro quadrado em março deste ano. Das 11 avaliadas, Curitiba (R$ 16,88), São Bernardo do Campo (R$ 19.02) e Belo Horizonte (R$ 20.25) são mais baratas.

O índice revelou também que o retorno médio de rentabilidade de locação de imóvel no Brasil em 2016 foi de 4,6%. As cidades com maior taxa foram Santos (6,5%), Salvador (5,3%) e Recife (5,2%). Já aquelas com menor rentabilidade de aluguel foram Curitiba (3,8%), Belo Horizonte (3,9%) e Rio de Janeiro (4,0%). A comparação de preço de locação com o preço de venda dos imóveis dá essa medida de rentabilidade, avaliando se é interessante ao investidor alugar ou vender o imóvel.