undefined
Thinkstock/Getty Images
Carga tributária média paga pelos ricos da União Europeia é de 25,6%

Um estudo divulgado nesta quarta-feira (16) pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) mostrou que, embora os impostos sobre ganho de capital recolhidos pelos 10% mais ricos na América Latina tenham aumentado de 5,4% para 7,2% entre 2011 e 2015, os mais ricos que vivem na América Latina ainda pagam menos impostos que os mais ricos que vivem na Europa.

De acordo com o Relatório Fiscal 2016, a carga tributária média paga pelos ricos da União Europeia é de 25,6%. Essa fatia é 3,5 maior em relação à carga tributária paga pelos mais ricos que vivem em 19 países da América Latina e Caribe.

Uma simulação feita pela comissão mostrou que se a taxa de imposto sobre a renda dos mais ricos fosse de 20%, haveria importante redução da desigualdade social no continente.

O levantamento apontou ainda que a comissão estima que a evasão de divisas relacionadas ao imposto sobre patrimônio represente até 4,1% do PIB dos países latinos. Ou seja, cerca de US$ 320 milhões em impostos não foram pagos em 2014.

A Cepal destacou a importância de se criar uma cultura fiscal em que os sonegadores sejam, de fato, penalizados, e de se entender que as receitas fiscais são fundamentais para o financiamento básico de um Estado moderno.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários