Tamanho do texto

Especialistas dão dicas de como o corpo pode convencer o entrevistador de que você é o candidato ideal para a vaga

Está procurando emprego? Tem uma entrevista marcada para os próximos dias? Então, fique atento na mensagem que você poderá transmitir com seu corpo, não só com o que você vai falar para o entrevistador. Afinal, quando nossa linguagem corporal não transmite a mensagem que desejamos, estamos minando nossos esforços. As informações são da Motto Time.

Especialistas dão dicas de como o corpo pode convencer o entrevistador de que você é o candidato ideal para a vaga
Reprodução
Especialistas dão dicas de como o corpo pode convencer o entrevistador de que você é o candidato ideal para a vaga

Assim, se você deseja passar confiança, confira algumas dicas das especialistas.Segundo a especialista no assunto, Carol Goman, autora do livro ‘The Silent Language of Leaders’ (A linguagem silenciosa dos líderes, em tradução livre), há duas conversas paralelas acontecendo durante uma entrevista de emprego – a verbal e a não verbal. “E nosso corpo diz tanto que as pessoas vão acreditar nele, casoreflita alguma coisa diferente das palavras”, afirma.  

1. Faça uma pose de superpoder
Isso pode soar um pouco estranho, mas acredite, pode te ajudar: chegue com antecedência ao local da entrevista e vá ao banheiro. Quando estiver na baia, faça uma pose de super-herói, com as mãos no quadril e as pernas afastadas e permaneça dessa maneira por dois minutos.

“Pesquisas mostram que isso aumenta as taxas de testosterona, que nos fazem sentir mais confiantes e diminui o hormônio cortisol (responsável pelo estresse)”, afirma Goman.

2. Resista ao telefone
Enquanto você está esperando para ser chamado, seu impulso provavelmente irá fazer com que pegue o celular e confira as mensagens, como no Facebook. Porém, isso poderá destruir os benefícios da “superpose”.  

“Quando você está conferindo seu celular, a tendência é de que você se encurve, aumentando os níveis de cortisol e diminuindo a testosterona”, explica a especialista.

3. Sorriso sutil
Pesquisadores da Universidade de Glasgow descobriram que nosso cérebro leva apenas 200 milissegundos para interpretar e julgar o rosto de uma pessoa. Assim, qualquer demonstração de preocupação ou dúvida poderá ser percebida pelo entrevistador logo quando você entrar pela porta.

Baseado nisso, segundo Carol Goman, a melhor maneira de começar uma entrevista é com um sorriso sutil que deverá ir aumentando ao longo da conversa, o que sugere que aquela pessoa te agrada.

4. Faça contato
O toque é a mais primitiva e poderosa ferramenta não verbal humana. Por isso, o aperto de mãos firme e os olhos nos olhos poderão convencer de que você é alguém de confiança. “Encarar na medida correta é importante, claro que não querermos passar uma sensação de psicopata ou stalker”, brinca a especialista. Mas, segundo ela, o oposto também é perigoso: desviar o olhar, encarar o chão, tudo isso pode dar a impressão de que você tem algo a esconder.  

Outra dica interessante é de se certificar de falar o nome do entrevistador. “Há uma palavra que amamos ouvir dos outros: nosso nome. Quando você ouve seu nome, o centro de recompensa do nosso cérebro se ilumina”, explica.

5. Fale com as mãos
Gesticular ajuda na produção do seu discurso, por isso mesmo usamos tanto nossas mãos enquanto estamos ao telefone, por exemplo. Essa ferramenta ajuda não só na construção do pensamento, como também elimina expressões como “hmm, ehhh, tipo”. Contudo, mantenha os movimentos de maneira relaxada para não demonstrar o oposto, de que você está fora de controle.

É legal evitar: brincar com brincos, brincar com o cabelo, esfregar as mãos, pois essas são nossas formas de demonstrar nervosismo. Se você se pegar fazendo isso, leve suas mãos ao seu colo por um momento para se concentrar.

6. Não cruze as pernas
Estranho? Pode parecer, mas estudos de Harvard e Columbia revelaram que as mulheres tendem a “resumir” seus corpos - sentando de pernas cruzadas ou mantendo os braços muito próximos do corpo. Isso faz com que pareçam menores do que realmente são, podendo transmitir uma ideia diferente do que desejam. “O que fazemos com nosso corpo afeta como nos sentimos”, pontua a especialista.

Assim, ao invés de apertar seus braços, deixe-os descansando nos braços da cadeira e mantenha seus pés firmemente no chão, para parecer mais entusiasmada e animada.

7. Seja um espelho
Transmitir uma conexão pode te ajudar a conseguir o emprego. Assim, procure repetir alguns gestos do entrevistador ao longo da conversa, como se fosse um reflexo de espelho. A técnica ajuda porque nossos neurônios acabam interpretando a ação como uma mensagem de empatia, em nível inconsciente.

 Veja 10 das atitudes mais bizarras cometidas em entrevistas de emprego 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.