Tamanho do texto

Série histórica da Serasa começou em 1991 e, até agora, o índice mais elevado em janeiro havia sido registrado em 2009

Agência Brasil

Para especialistas, resultado “é consequência direta do aprofundamento da recessão econômica
Marcos Santos/ USP IMAGENS
Para especialistas, resultado “é consequência direta do aprofundamento da recessão econômica"

A proporção de cheques devolvidos por falta de fundos no país, em janeiro, atingiu 2,41%, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos divulgado nesta segunda-feira (22). Essa foi a maior taxa já registrada para esse mês, nos últimos 24 anos.

A série histórica começou em 1991 e, até agora, o índice mais elevado em janeiro havia sido registrado 2,29%, em 2009. Em igual período do ano passado, a devolução atingiu 2,06% do total de emissões e, em dezembro, a taxa ficou em 2,42%.

Na análise dos economistas da Serasa Experian, esse resultado “é consequência direta do aprofundamento da recessão econômica, do aumento do desemprego e da queda do poder de compra da população”.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.