Tamanho do texto

Rating passou de BB+ para BB, com perspectiva negativa; Brasil já tinha perdido grau de investimento da agência em setembro

A Standard and Poor's (S&P) rebaixou a nota de crédito soberano do Brasil novamente nesta quarta-feira (17). O rating passou de BB+ para BB, com perspectiva negativa, cerca de cinco meses após o País ter perdido o selo de bom pagador pela mesma agência. 

Standard & Poor's já havia retirado, em setembro do ano passado, o grau de investimento do Brasil
Getty Images
Standard & Poor's já havia retirado, em setembro do ano passado, o grau de investimento do Brasil

Em setembro do ano passado, o Brasil já havia perdido o grau de investimento pela S&P. Na ocasião, a nota do País foi rebaixada de "BBB-" para "BB+". O rótulo de nota "especulativa" foi dado menos de dois meses após a agência indicado a continuidade de rebaixamentos, mudando a perspectiva para "negativa".

Os cortes sequenciais da nota brasileira têm muita relação com a crise política e a instabilidade da presidente Dilma Rousseff. A agência, em relatórios anteriores, já vinha apontando a perspectiva ruim – o que representaria riscos aos investimentos e altos custos à economia do País.

Outras agências

A agência Fitch foi outra agência que cortou a nota brasileira duas vezes – em menos de dois meses – dando o selo de mau pagador ao País. A Moody's é a única agência que ainda dá ao Brasil o grau de investimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.