Tamanho do texto

Patrões devem quitar a guia única que recolhe contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias dos empregados

O prazo para os empregadores domésticos realizarem o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE), referente a competência do mês de janeiro, termina nesta sexta–feira (5).

Recolhimentos devem respeitar o novo valor do salário mínimo definido para 2016, de R$ 880
Divulgação/Receita Federal
Recolhimentos devem respeitar o novo valor do salário mínimo definido para 2016, de R$ 880

O documento reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que devem ser recolhidas pelos empregadores referentes aos trabalhadores domésticos. Documentos gerados a partir desta data serão calculados com multa. 

Os empregadores devem ficar atentos porque os recolhimentos previdenciários, trabalhistas e tributários – incluindo o do FGTS – referentes ao mês de janeiro já devem levar em conta o valor do novo salário mínimo, de R$ 880,00, instituído em 1° de janeiro de 2016.

Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial na internet . Segundo dados do eSocial, até as 9 horas desta quarta-feira (3) já haviam sido emitidas 820 mil guias relativas a folha de pagamento de janeiro de 2016.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas