Negócio da Tesla com a VALE3 pesa nas casas de análises
Ivonete Dainese
Negócio da Tesla com a VALE3 pesa nas casas de análises

A temporada de resultados financeiros está movimentando as casas de análises, que revisam as recomendações de preços de vários ativos. Além disso, as decisões corporativas, como fusões, aquisições, entre outras, também não estão entre as avaliações dos analistas.

Na Mirae Asset, por exemplo, a equipe recomenda para essa segunda-feira os papéis de VALE3, que fechou negócio com a Tesla Inc., e PSSA3, com resultado financeiro do primeiro trimestre de 2022.

Acompanhe:

Vale ON (VALE3):

A Vale confirmou a assinatura de um contrato de longo prazo com a Tesla Inc para fornecimento de níquel nos Estados Unidos a partir de suas operações no Canadá. A Vale tem como meta atingir de 30% a 40% de suas vendas de níquel para a indústria de veículos elétricos nos próximos anos.

As operações da Vale no Canadá produzem alguns dos produtos de níquel de menor emissão de carbono do mundo. Em 2020, os rounds da refinaria de Long Harbour em Newfoundland & Labrador tiveram uma pegada de carbono verificada de 4,4 toneladas de CO2 equivalente por tonelada de níquel, enquanto as pelotas e pó da refinaria de níquel de Copper Cliff em Ontário tiveram uma pegada verificada de 7,3 toneladas equivalente. Isso inclui emissões de Escopo 1 e 2, de mineração, moagem e refino, bem como emissões de Escopo 3, de insumos

“Apesar da notícia já ter sido divulgada pela Tesla, a confirmação da Vale confirma o potencial crescimento do segmento. Com isto, a expectativa de que no futuro a Vale desmembre em duas empresas o segmento de metais deve voltar ao radar.”

A recomendação é de COMPRA ao preço justo R$ 109,78: upside em 32%.

Porto ON (PSSA3):

A Porto divulgou seu resultado do 1T22, sendo impactado principalmente pelo braço auto, diante do aumento de sinistralidade do seguro Auto, diante da maior inflação de veículos e peças e pelo aumento da mobilidade urbana no país com o pós-pandemia. A receita total do 1T22 atingiu R$ 5,9 bilhões, +21% sobre o 1T21. No segmento de operações de seguros e previdência, apresentou avanço de 16%, e a Porto Saúde, que cuida das operações de seguro saúde, Porto Seguro Bank, responsável pelos produtos financeiros, e a área de Serviços tiveram crescimentos superiores a 35%.

O resultado financeiro atingiu R$ 150 milhões no 1T22, -23% sobre o 1T21, impactado principalmente pelo desempenho dos títulos indexados à inflação e da alocação em câmbio. A Porto contabilizou lucro líquido de R$ 175 milhões no 1T22, -41% sobre o 1T21.

“O resultado, como esperado, foi influenciado pelo aumento da sinistralidade em ramos da Porto Seguros, a vertical que passou a reunir os produtos de seguro da companhia após a reestruturação anunciada em abril. Sob influência deste fator, a sinistralidade total da Porto foi de 61% no período, um aumento de 10,5 pontos porcentuais em relação ao mesmo intervalo de 2021. Outro ponto esperado veio do resultado financeiro da companhia, com o desempenho de títulos indexados à inflação, e também às alocações em câmbio, denominadas em dólar, que se desvalorizou ante o real entre janeiro e março.”

A recomendação é de COMPRA ao preço justo R$ 29,20: upside 45%.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de Trade

O post Negócio da Tesla com a VALE3 pesa nas casas de análises apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários