Metaverso na B3: Investo apresenta o NFTS11
Redação 1Bilhão
Metaverso na B3: Investo apresenta o NFTS11

O Metaverso: um mundo virtual que pode ser acessado através de dispositivos digitais, onde criou-se um mercado de negociação de objetos, terrenos e até obras de arte, todos esses ativos que só existem no mundo virtual, também conhecidos como NFTs (Non-Fungible Tokens). É a tecnologia, com a realidade virtual no mercado de capitais.

A Investo, que é a primeira gestora independente e especializada em ETFs do Brasil, apresentou o novo ETF na B3, o NFTS11 que, pela primeira vez no Brasil, é um produto que investirá nas principais criptomoedas do setor de mídia e entretenimento localizadas nas principais plataformas do Metaverso, onde as NFTs são criadas e negociadas.

“Vivemos em uma geração em que os mundos virtuais estão gerando uma riqueza para os usuários que passam cada vez mais tempo interagindo em plataformas digitais, e o brasileiro também merece participar dessa riqueza que é criada. É justamente isso que o NFTS11 possibilita – facilitar o investimento em ativos dos mundos virtuais, aproximando os investidores de um mundo com alto potencial”, afirma o CEO da Investo, Cauê Mançanares.

Nos últimos anos, um grupo particular de criptomoedas de jogos digitais, os Gamecoins, apresentou valorizações expressivas em seus valores de mercado. O NFTS11, por sua vez, é um ETF composto por criptomoedas que compõem o índice de mercado de criptomoedas do Metaverso, o MVIS CryptoCompare Media & Entertainment Leaders, administrado pela MV Index Solutions (MVIS).

Os fundos de investimento, incluindo os ETFs, contam com uma taxa de administração. Especificamente no NFTS11, a única taxa de administração cobrada é de 0,75% ao ano, e o valor de aquisição deste produto é de R$ 100/cota. Além disso, o NFTS11 é tributado como um ETF de renda variável, e há pagamento de 15% sobre o ganho de capital na venda das cotas, e se a operação for de day trade (com compra e venda no mesmo dia), a alíquota será de 20%.

Criptos listadas no índice

Entre as principais criptomoedas listadas no índice estão a Decentraland, The Sandbox, Axie Infinity Shards, Gala, Basic Attention Token, Chiliz e Enjin Coin.

As principais corretoras que estão trabalhando na divulgação deste produto são: BTG Pactual, ModalMais, Vitreo e Nu Invest, como coordenadores líderes.

Entenda tudo sobre o mercado e ETFs:

Importante ressaltar que investir em ETFs pode ser uma alternativa interessante para a diversificação da carteira, pois permite se expor a diferentes ativos de criptomoedas por meio de uma única cota.

“A B3 trabalha para desenvolver produtos diferenciados, que acompanhem a sofisticação do investidor e as tendências do mercado. Parecerias como essa possibilitam a diversificação e o acesso a setores inovadores, atendendo a estas novas demandas de um público cada vez mais atento à tecnologia”, diz o diretor executivo de Produtos e Dados da B3, Luis Kondic.

Leia Também

Além disso, também costumam ter um custo mínimo relativamente baixo, facilitando o acesso dos investidores. Quando se trata do NFTS11, existem outras vantagens que merecem destaque:

Diversificação da carteira: possibilidade de se expor ao mercado de criptomoedas ligadas às NFTs;

Exposição a um segmento em crescimento exponencial: o mercado de Gamecoins cresceu de forma acelerada em 2021, e representa um dos segmentos de criptomoedas com maior potencial para valorizações;

Liquidez e negociação em bolsa: os ETFs são negociados na bolsa de valores, possuindo liquidez de bolsa (D+2) e a solidez do ambiente de negociação da B3;

Como todo fundo de investimento, é necessário entender os riscos envolvidos. Por isso, é fundamental considerar que eles são uma alternativa de investimento em criptomoedas, não sendo possível garantir retornos – inclusive, podendo acontecer perdas, e deve-se considerar a volatilidade das criptomoedas que compõem o ETF.

Recomenda-se ler os fatores de risco no site do ETF antes de investir

“O investidor brasileiro pode participar no potencial de investimento que as criptomoedas e as NFTs trazem, utilizando sua corretora de preferência, com um produto regulado pela CVM e Anbima. Ou seja, um produto que pode ser comprado e vendido com a segurança da negociação em Bolsa, como a B3”, explica Cauê.

Entre nos nossos grupos de WhatsApp e receba notícias do mercado em tempo real.

O post Metaverso na B3: Investo apresenta o NFTS11 apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários