Conselho da Petrobras vende ações após Bolsonaro falar em diminuir preço
Felipe Moreno
Conselho da Petrobras vende ações após Bolsonaro falar em diminuir preço

Um dos membros do conselho de administração da Petrobras (PETR4) vendeu 6.400 ações preferenciais da empresa no dia 6 de dezembro, ao preço médio de R$ 28,995, mostra a posição consolidada da empresa. Com isso, o membro do conselho embolsou R$ 185.568 naquela data.

O conselho, inteiro, tinha 8.400 ações – então os 6.400 representam quase a totalidade das ações. A data chama a atenção pela coincidência: Jair Bolsonaro, presidente da República, havia afirmado um dia antes, em uma entrevista ao Poder360, que a companhia reduziria os valores de combustível.

Leia Também

Talvez prevendo uma queda, com medo dessa “ameaça”, ou sabendo que ela era verdade, o membro do conselho liquidou essa posição no dia seguinte, usando a Planner Corretora. No fim, a Petrobras acabou mandando um comunicado ao mercado negando tal queda nos preços, embora destacasse estar sempre atenta as movimentações de mercado e as ações terminaram em leve alta naquele dia.

Entre nos nossos grupos de WhatsApp! Lá você vai receber todos os nossos conteúdos – matérias, relatórios, e-books, testes, ferramentas, guias! É só clicar aqui .

Leia Também

Outras vendas

Não foram as únicas vendas no período de dezembro entre os grupos que precisam sinalizar suas operações. Membros de órgãos técnicos ou consultivos ligados à Petrobras venderam 10.500 ações PN, PETR4, e 1.000 ações ON, PETR3, nos dias 2 e 3 de dezembro, totalizando R$ 312.500. Dia 3 de dezembro foi o pregão anterior à entrevista do presidente, o que, claro, pode ser só uma coincidência.

Saiba mais lendo a matéria completa em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários