Petrobras: de Vargas ao pré-sal, a história da gigante brasileira
Felipe Moreno
Petrobras: de Vargas ao pré-sal, a história da gigante brasileira

A Petrobras é, de longe, a empresa mais falada de todo o Brasil. Historicamente, também é uma das mais importantes de todas, junto com Vale, Ambev, Itaú e Bradesco, que fazem parte das grandes da bolsa brasileira nas últimas décadas.

Uma estatal de capital aberto, a Petrobras esteve envolvida em algumas das grandes discussões do Brasil nos últimos anos, da forte corrupção que foi descoberta na Lava Jato até a polêmica política de preços. Isso prejudicou fortemente a percepção do mercado sobre ela e também o valor dela: em 2009 ela valia mais do que a Microsoft. Hoje a Petrobras vale cerca de US$ 70 bilhões, enquanto a Microsoft tem valor de mercado de US$ 2,5 trilhões.

Pelo fato de ser controlada pelo governo, a Petrobras é uma empresa que não reflete apenas o preço do petróleo e suas operações, mas também a política brasileira. A simples perspectiva de privatização é possível de fazer os papéis da Petrobras dispararem, enquanto sinalizações contrárias fazem a ação ficar parada.

Plano de negócios

A exploração e a produção de petróleo e gás natural são as atividades centrais da Petrobras, além do refino e distribuição dos combustíveis. A companhia constantemente busca novas áreas de petróleo em território nacional: foi assim com as águas profundas da Bacia de Campos na década de 70 e com o pré-sal, a partir dos anos 2000. Atualmente, a maior parte das reservas de petróleo da Petrobras está localizada em campos marítimos, o que leva a empresa a perfurar cada vez mais fundo.

Com o petróleo bruto extraído, a empresa o transforma em produtos utilizados por toda a populaçãoo brasileira. Atualmente a Petrobras conta com 13 refinarias, distribuídas por todo o território nacional, além de uma unidade de processamento de xisto, no Paraná, e o Gaslub, que ainda está em fase de obras. O parque de refino da empresa produz diversos derivados diferentes, como diesel, gasolina, nafta, querosene de aviação, gás liquefeito de petróleo, lubrificantes, além de outras substâncias…

Leia Também

Produzir derivados de petróleo envolve, basicamente, três processos principais:

O começo é a destilação, para separar os derivados: o petróleo é aquecido, em altas temperaturas, até evaporar. A partir daí, o vapor volta ao estado líquido em diferentes níveis dentro da torre de destilação. Para cada nível há um recipiente que coleta um determinado subproduto do petróleo. O segundo ponto é a conversão, que transforma partes mais pesadas em moléculas menores, dando origem a derivados mais nobres. E por fim, existem os processos de tratamento, que servem para adequar os derivados à qualidade desejada – por exemplo, removendo enxofre. Com isso, os combustíveis criados por esses processos são vendidos para as distribuidoras (o famoso “preço na refinaria”) que os revende para os consumidores. Os principais derivados são:

Gasolina

A gasolina vendida nas refinarias é misturada com Etanol Anidro ao chegar nos postos de todas as bandeiras diferentes. Portanto, no preço que o consumidor paga está incluído o preço de realização da Petrobras, o custo do etanol e os custos e as margens de comercialização das distribuidoras e dos postos revendedores, além de impostos federais, estaduais e municipais.

Diesel

Assim como a gasolina, o diesel brasileiro não é puro: ele é misturado com o biodiesel, um combustível renovável produzido a partir de óleos vegetais ou gorduras animais. Juntos, eles formam o óleo diesel “B”, que é revendido nos postos. No preço que o consumidor paga no posto, portanto, além dos impostos federais, estaduais e municipais e da realização Petrobras, estão incluídos também o custo de aquisição do biodiesel e os custos e margens de comercialização das distribuidoras e dos revendedores.

Gás Liquefeito de Petróleo

Outro derivado relevante, é o gás liquefeito de petróleo, mais conhecido como GLP ou gás de cozinha. Ele pode, após ser adquirido pelas distribuidoras, ser revendido para o segmento industrial ou para clientes dos segmentos comercial, residencial e institucional. No preço do botijão pago pelos consumidores nos pontos de revenda estão incluídos os custos e as margens de comercialização das distribuidoras e dos pontos de revenda, além de todos os impostos devidos, sejam eles federais, estaduais ou municipais.
Investimentos robustos nos próximos anos

Como uma das principais empresas do Brasil, a Petrobras é uma das campeãs de investimentos na economia nacional e importantíssima para o desenvolvimento brasileiro.

Saiba mais sobre a história da Petrobras em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários