Investir na Bolsa de Valores e ganhar uma quantia expressiva de capital é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, é necessário buscar conhecimento sobre mercado antes de começar a negociar.

Desse modo, para atingir um lucro expressivo negociando na Bolsa de Valores brasileira, existem diferentes maneiras. Portanto, o investidor deve conhecer cada uma das formas.

Em suma, as principais maneiras de adquirir capital na Bolsa são: a compra e venda de ações após sua valorização, vender ativos com potencial de queda, investir em ações e receber dividendos ou juros sobre capital próprio.

Sendo assim, saiba tudo sobre essas 4 maneiras de obter grandes lucros na Bolsa de Valores brasileira:

1 – Valorização das ações

Em primeiro lugar, a valorização das ações é uma das formas mais comuns de lucrar na Bolsa. Isso acontece quando a procura por determinado ativo aumenta, fazendo com que seu preço sofra uma valorização.

Isto é, se o investidor adquire as ações em um preço considerado baixo, frente ao seu valor real, e quando começa a valorizar, se desfaz dela. Logo, ele irá lucrar com a diferença.

Leia Também

2 – Dividendos

Em resumo, os dividendos são uma parcela do lucro de uma empresa destinada para remunerar seus acionistas. Normalmente, essa quantia é repartida de maneira igualitária, de acordo com o percentual de participação do investidor na companhia.

Leia Também

3 – Juros sobre capital próprio

Nesse sentido, outra maneira de lucrar é por meio dos juros sobre capital próprio, que do mesmo modo que os dividendos, atuam como uma maneira de distribuição dos lucros da companhia diretamente aos seus acionistas.

4 – Direitos de subscrição

Por fim, o direito de subscrição prioriza a compra de novos ativos em quantidade proporcional às ações que o investidor já detém. Nesse sentido, ocorre em casos de aumento do capital da companhia e mais ações são emitidas.

A propósito, as subscrições podem ser uma maneira bastante benéfica aos investidores que visam investir em mais ações da companhia. Para concluir, os direitos de subscrição são negociáveis. Portanto, aquele que não deseja adquirir mais capital da companhia, tem a opção de vender os direitos de subscrição.

Saiba mais sobre cada forma em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários