Ao entrar no mundo das negociações na Bolsa de Valores, o iniciante encontra uma série de termos técnicos como, por exemplo, o home broker.

Através desse mecanismo, o investidor pode negociar ações e diferentes ativos apenas com o acesso à internet. Logo, esta etapa representa o primeiro ensinamento para toda pessoa que deseja alcançar um alto patrimônio no mercado de ações.

Sabendo de sua importância, descubra como os home brokers funcionam e qual a melhor maneira de organizar o seu:

Leia Também

O que é um home broker?

Em resumo, home broker é uma espécie de sistema que permite que os investidores negociem ações e outros ativos financeiros na internet. Desta forma, essas plataformas ligam diretamente às corretoras ao pregão da Bolsa de Valores.

Anteriormente, quando não havia home broker, os investidores que realizavam negociações de compra e venda de ações tinham que ligar para a mesa de operações de uma corretora e passar as informações por telefone. Logo, com a internet, esse processo se tornou muito mais simples.

A propósito, um home broker se assemelha aos sistemas de internet banking oferecidos pelas instituições financeiras, porém com acesso ao mercado de ações. Atualmente, as casas de investimentos, por sua maioria, oferecem esse tipo de plataforma.

Como opera na B3?

Em primeiro lugar, para a utilização do home broker, é necessário abrir uma conta em uma corretora de valores. Afinal, sem um cadastro em uma instituição autorizada, não existe a possibilidade de negociar na B3.

Leia Também

Logo, a corretora coloca a mão na massa, seguindo as instruções de compra e venda sugeridas pelo investidor. Posteriormente, é fundamental compreender quais são as principais funcionalidades que o home broker oferece.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários